UPA de Costa Barros volta a atender depois de fechada por causa de tiroteio

Tiroteios nos arredores da UPA fizeram os profissionais de saúde atenderem apenas casos graves no fim de semana

Por O Dia

Rio - A Unidade de Pronto-Atendimento de Costa Barros voltou, nesta terça-feira, a atender pacientes da região depois de ter ficado fechada desde segunda por falta de segurança.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, tiroteios nos arredores da UPA fizeram os profissionais de saúde atenderem apenas casos graves no fim de semana. No feriado de segunda-feira, a situação se agravou e todo o atendimento foi interrompido.

A unidade foi inaugurada em 2010, com a proposta de fazer 9 mil atendimentos por mês, beneficiando uma região com 150 mil habitantes. Foram gastos na construção da UPA R$ 4 milhões.

O bairro de Costa Barros, na zona norte do Rio, tem um complexo de favelas que inclui comunidades como a Pedreira e o Chapadão, onde tiroteios são frequentes.

Últimas de Rio De Janeiro