Operação do Detro retira 23 veículos irregulares de circulação

Agentes estiveram nas Zonas Norte e Oeste do Rio

Por O Dia

Rio - Equipes do Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) saíram às ruas em operações de combate a pirataria e outras irregularidades no transporte de passageiros durante o último final de semana e nesta segunda-feira. As ações foram realizadas de forma própria e em apoio à Coordenadoria de Transporte Complementar da Prefeitura do Rio. Paralelamente, o Detro seguiu com as fiscalizações semanais na Rodoviária Novo Rio, para verificar as condições dos coletivos que realizam o transporte intermunicipal. Como resultado, 23 veículos foram retirados das ruas, seis foram multados e quatro lacrados.

Na noite de sexta, as ações do Detro e da Prefeitura do Rio removeram uma Kombi no Rio Comprido e uma van na Tijuca, onde outras duas foram lacradas. No sábado,, as equipes conjuntas foram à Zona Oeste do Rio e removeram uma van em Paciência, lacrando mais duas. Já no Itanhangá, houve a apreensão de uma van e o lacre de outra e, em Campo Grande, seis vans foram autuadas. Ainda no fim de semana, em operação exclusiva do Detro, uma van e uma Kombi foram retiradas de circulação.

Ao longo do dia de hoje, agentes mandaram ao depósito duas vans em Campo Grande, além de uma Kombi e uma van no entorno do Norte Shopping.

Nas fiscalizações próprias do Detro, na Ilha da Conceição, em Niterói, um ônibus da viação Rio Minho que rodava sem autorização foi infracionado, mas teve de ser liberado por estar transportando passageiros. Ainda na Região Metropolitana, em Piabetá, agentes retiraram de circulação um carro particular que realizava lotada e uma van da empresa de turismo EVY Line Tour, flagrada fazendo fretamento contínuo para a SSH Consultoria e Turismo Ltda sem autorização. Já na Região dos Lagos, em Angra dos Reis, duas vans foram apreendidas, sendo uma pirata e outra de fretamento por operar sem o certificado de autorização.

Em operações na Rodoviária Novo Rio, as equipes removeram oito ônibus. Do total, seis coletivos da Cidade do Aço seguiram para a garagem, dois por estarem sem selo e quatro sem CAT. A Útil teve um recolhimento por falta de selo de vistoria e um da Autoviação 1001 por CAT vencido.

Últimas de Rio De Janeiro