Dois trens da SuperVia colidem e deixam feridos em estação

Acidente aconteceu em Mesquita. Usuários reclamaram de falta de assistência

Por O Dia

Rio - Dois trens colidiram na noite desta segunda-feira na estação Presidente Juscelino, ramal de Japeri da Supervia, na Baixada Fluminense. Segundo as primeiras informações, seis quartéis do Corpo de Bombeiros, e equipes da corporação trabalhavam no local para socorrer feridos.

Cerca de 70 pessoas ficaram feridas, nenhuma em estado gravíssimo. As vítimas foram encaminhadas para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, Albert Schweitzer, em Realengo, e Posse, em Nova Iguaçu. As informações foram confirmadas por Luis Antunes, secretário de Defesa Civil de Nova Iguaçu.

A Polícia Militar também confirmou a informação da batida por volta das 20h30 e enviou equipes do Batalhão Ferroviário para ajudar no socorro aos feridos. Pelo WhatsApp do DIA (98762- 8248), leitores relataram que uma composição estava parada na estação, quando outra não parou e bateu.

Trens se chocaram de frenteLeitor %40andersoncamaraf

O consultor de projetos Daniel Ávila, de 27 anos, estava na composição que bateu no trem que estava parado e contou que o impacto não foi grande, pois estavam em pequena velocidade. “Mais ou menos, uns 20 quilômetros por hora. Mesmo assim, tive arranhões no braço e no rosto. O trem estava bem lento, senão morreria todo mundo”, contou o consultor.

De acordo com ele, a composição segui lente bem antes da batida. “Ficou meia hora parado em Nilópolis e depois seguiu, bem devagar. Quando estava chegando a Juscelino, chocou-se com o outro. Abriram as portas e tivemos que pular. Disseram que o maquinista saltou antes de se chocar. Algumas pessoas ficaram muito nervosas e desmaiaram”, detalhou Daniel.

Plataformas ficaram lotadas na Estação Presidente JuscelinoFoto de leitor via WhatsApp do Dia (98762-8248)

Ainda segundo o passageiro, os funcionários da empresa não prestaram a devida assistência e muita gente foi obrigada a caminhar pelos trilhos, sem nenhuma ajuda. “Tivemos que descer no meio dos trilhos e subir a plataforma. O pessoal ficou revoltado, porque não aparecia ninguém para ajudar”.

Por volta de 21h20, a Supervia reconheceu que houve colisão entre as duas composições informou que técnicos foram apurar as causas do incidente e dar a assistência necessária aos passageiros. A empresa também disse, em nota que acionou o Corpo de Bombeiros e a PM, mas ainda não haá previsão para a liberação do ramal Japeri. Em Deodoro, houve confusão para que a passagem fosse devolvida. A assessoria da SuperVia chegou a publicar no Twitter que a interrupção do ramal teria sido por causa de falta de energia devido à chuva.

A concessionária informou que está "trabalhando para que a circulação no ramal esteja normalizada na manhã desta terça-feira. Para que os demais passageiros possam prosseguir viagem, foram distribuídos vales aceitos por outros modais de transporte".

Últimas de Rio De Janeiro