Museu Nacional é fechado por atraso em pagamentos de funcionários

A mais antiga instituição científica do país, na Quinta da Boa Vista, está de portas cerradas por tempo indeterminado

Por O Dia

Rio - Fundado por Dom João VI em 1818 e considerado a mais antiga instituição científica do país, o Museu Nacional da Quinta da Boa Vista foi fechado para visitantes nesta segunda-feira. E por tempo indeterminado. O motivo é a falta de seguranças e pessoal da limpeza, que estão com salários atrasados.

De acordo com a assessoria de imprensa da Universidade Federal do Rio de Janeiro, responsável pelo museu, recursos ferais para a manutenção do local atrasaram e isso provocou o fechamento. Ainda segundo a universidade, o Ministério da Educação (MEC) deverá liberar o dinheiro até a quarta-feria para que a situação seja normalizada.

Fechamento da instituição foi anunciado no site do Museu NacionalReprodução Internet

Em nota, a UFRJ diz que mudanças no Sistema Integrado de Administração Financeira do Tesouro Nacional (Siafi) resultaram em entraves burocráticos que provocaram o atraso dos repasses, mas que o governo já sinalizou com a solução.

'No momento, o Siafi está incorporando as mudanças adotadas pelo Governo Federal neste início de Exercício 2015. Como amplamente noticiado pela imprensa, os recursos orçamentários alocados pelo Governo Federal serão liberados na forma de 1/18 (um dezoito avos) do orçamento anual pleno, até que o Congresso Nacional aprove o Orçamento Geral da União para o exercício 2015 (previsão: março/2015).

'Além disso, os pagamentos em atraso só poderão ser feitos agora, pois uma parte substantiva do orçamento do ano passado, cerca de 20% do orçamento total de custeio da UFRJ, correspondentes a quase R$ 60 milhões, foram contingenciados e não foram liberados pelo MEC', diz a nota oficial da UFRJ.

Últimas de Rio De Janeiro