Milícia pode estar por trás de execução de PM em Bento Ribeiro

Investigadores da DH procuram imagens de câmeras de segurança instaladas na Estrada Henrique de Melo

Por O Dia

Rio - Uma das hipóteses para os assassinatos do ex-PM Thiago Freitas London, de 31 anos, e da mulher que o acompanhava, Daniele Bastos Pontes, de 35, na madrugada desta terça-feira, em Bento Ribeiro, é o suposto envolvimento dele com uma milícia que atua na região.

Investigadores da Divisão de Homicídios (DH) procuram imagens de câmeras de segurança instaladas na Estrada Henrique de Melo, na altura da Rua Nascimento Gurgel, onde o casal foi executado dentro de um carro com pelo menos 25 tiros de fuzil. Parentes das vítimas já foram ouvidos pela polícia, e o Honda Civic em que os dois estavam, periciado.

Thiago fora expulso da Polícia Militar há nove anos por envolvimento no sequestro e morte de Lia Gomes da Silva, de 26 anos, executada a mando da própria sogra, Solange Reinaldo Viana, então com 62, em Imbariê, Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Últimas de Rio De Janeiro