Procon abre processo contra shopping por sequestro-relâmpago de médica

De acordo com o órgão estadual, shopping não prestou serviço de segurança adequado

Por O Dia

Rio - Procon abriu processo administrativo contra o Shopping da Gávea depois do caso de sequestro-relâmpago de uma médica, ocorrido no estacionamento do estabelecimento, dia 26. De acordo com o órgão estadual, o shopping não prestou serviço de segurança adequado aos clientes e, por isso, uma consumidora foi vítima.

A médica foi rendida por dois homens quando estacionava o carro. Ela foi levada para o Complexo do Chapadão, em Costa Barros, onde foi ficou refém por quatro horas. O shopping terá 15 dias para apresentar defesa. Se não for satisfatória, poderá ser multado. O valor vai ser definido a partir da receita bruta dos últimos três meses.Em janeiro, o juiz Paulo Feijó também foi vítima de bandidos armados, que o renderam no estacionamento do Barra Shopping e rodaram com ele por horas. Dias depois, o delegado Carlos Augusto Nogueira foi abordado no estacionamento de um supermercado, também na Barra.

Últimas de Rio De Janeiro