Acusado de agredir casal em festa na Gávea tem oito passagens pela polícia

Após ver as vítimas ensanguentadas, homem teria ordenado aos demais presentes que se retirassem da casa e ido dormir

Por O Dia

Rio - José Philippe Ribeiro de Castro, de 29 anos, acusado de agredir três pessoas com um abridor de vinho com uma faca na ponta em sua casa na Gávea durante uma festa, mostrou frieza em depoimento prestado na 14ª DP (Leblon). De acordo com o delegado Pedro Casaes, o homem foi preso na manhã deste domingo, em casa, após ter sido expedida a prisão temporária de cinco dias. Ao ver a polícia, uma empregada da residência teria dito que ele não estava, mas os agentes o localizaram trancado em seu quarto.

A ficha criminal de José Philippe chamou a atenção do delegado que o considerou uma pessoa agressiva. São pelo menos oito passagens por crimes de agressão corporal, de trânsito e de constrangimento ilegal. O acusado vai responder por duas tentativas de homicídio e uma lesão corporal. Na ocasião, Gabriel Silva foi ferido na cabeça e sua namorada Ana Carolina Romeiro, ao tentar apartar a briga, também ficou ferida. Gabriel foi encaminhado para o Hospiral Municipal Miguel Couto, já a jovem está internada em estado grave na Clínica São Vicente. Ela foi atingida na barriga. Lourenço Brenha, que também participava da festa na casa de José Philippe também foi ferido.

José Philippe Ribeiro de Castro%2C de 29 anos%2C foi preso neste domingo. Ele é acusado de agredir três pessoas durante uma festa na GáveaFabio Gonçalves / Agência O Dia

"Em depoimento, Gabriel Silva disse que estava indo ao banheiro quando foi agredido por trás, sem maiores motivos. As outras vítimas foram atingidas ao tentar separar. Também descartamos a hipótese de drogas no bolso da vitima após averiguarmos as roupas. Ouviremos os outros seis participantes da festa durante a semana para tentar pedir a prisão preventiva do acusado", afirmou o delegado, que também disse ter confiscado um Sacarrolha e garrafas, para saber qual objeto foi utilizado para o crime.

A frieza de José Philippe chama atenção. De acordo com relatos, após ver as vítimas ensanguentadas, ele teria ordenado aos demais presentes que se retirassem da casa e ido dormir. Ele será levado para a Polinter.

Advogado diz que acusado de esfaquear jovens teria se defendido

A defesa do jovem que feriu na madrugada de sábado três pessoas com um abridor de vinho em uma festa na Gávea, alegou que o rapaz teria se defendido do grupo. Segundo o advogado Luiz Henrique da Penha Gomes, o grupo teria se juntado para brigar com José Philippe que pediu que todos saíssem de sua casa: ele havia acabado de chegar ao local e se surpreendeu com a festa que seu irmão — João de Castro, 21 — organizou. Houve discussão e Gabriel Silva, sua namorada, Ana Carolina Romeiro, e Lourenço Brenha ficaram feridos.

Ferida por José Philippe%2C a jovem Ana Carolina Romeiro está internada em estado grave na Clínica São Vicente%2C na GáveaReprodução Facebook

"José Philippe chegou a sua casa por volta das 5h. Ele voltava de um evento onde estava trabalhando, até que viu tudo bagunçado. Ele logo pediu que fossem embora e constatou que os cerca de 12 convidados estavam urinando na piscina e fumando maconha", declarou o advogado Luiz Henrique da Penha Gomes, que acrescentou: "Foi aí que começou uma discussão. As pessoas se juntaram para criar confusão e partiram para cima dele. Ele se defendeu", contou ele. As vítimas foram encaminhadas para o Hospital Municipal Miguel Couto. 

Testemunhas do caso chegaram a dizer que José Philippe teria partido para cima de Gabriel e cortado uma da orelha do jovem. 

Amigos e vizinhos contam outra versão

Segundo vizinhos e amigos de José Philippe, a briga teria sido motivada por ciúmes. O jovem já teria tido um caso com Ana Carolina, que estava acompanhada de Gabriel. José não teria gostado de vê-los juntos em sua casa e iniciou a briga.

"Não posso falar nada, porque não vi o que aconteceu. Mas gosto muito da família. Ouvi barulho de festa, alguns gritos. Mas achei que fossem só os jovens se divertindo", conta uma vizinha que não quis se identificar. Um outro amigo da família afirmou que José Philippe teria ficado com ciúmes de Ana Carolina

Últimas de Rio De Janeiro