Mãe denuncia e marido é preso acusado de abusar sexualmente da própria filha

Menina apareceu com um olho roxo quando brigou com o homem pedindo para que não fosse estuprada

Por O Dia

Rio - Policiais da Delegacia de Atendimento Especial à Mulher (Deam) de São João de Meriti prenderam nesta sexta-feira um homem, de 31 anos, acusado de abusar sexualmente da própria filha, uma menina de 12 anos. O crime foi denunciado pela mãe da vítima e esposa do acusado há 13 anos, após a filha aparecer com um olho roxo no último dia 26 de julho, quando a jovem brigou com o pai para não ser estuprada. A adolescente acusou o pai de agressão.

Contra o criminoso, que trabalha como porteiro, foi cumprido um mandado de prisão temporária por estupro de vulnerável. Ele foi capturado pelos agentes da Deam/Meriti dentro da própria casa, no bairro Coelho da Rocha, em São João de Meriti, Baixada Fluminense.

Em depoimento, a jovem, que está no sétimo ano do ensino fundamental, revelou que era estuprada pelo pai desde 8 anos, inclusive perdendo a virgindade - um exame no IML comprovou o fato. Além disso, a menina ainda revelou que o pai costumava fazer sexo anal com ela em dias alternados.

"A declarante ficou menstruada pela primeira vez aos 9 anos; que quando a declarante estava menstruada seu pai mandava que fizesse sexo oral nele dizendo:Tá menstruada. Então chupa aqui", disse a menor, em um trecho depoimento. Ela ainda contou ter medo do pai, que costuma ser violento.

A mãe da menina confirmou a postura violenta do marido e disse que nunca suspeito dos abusos. Ela também não quis pedir a medida protetiva, que manteria o suspeito afastado. Caso condenado, o porteiro pode ficar até 15 anos na cadeia.

Últimas de Rio De Janeiro