Mulher morre após carro ser atingido por quase 40 tiros em São Gonçalo

Eliana Guerreiro Mascarenhas, de 60 anos, não resistiu e morreu no hospital. Seu marido, Roberto dos Santos Melandre, segue internado em estado grave

Por O Dia

Rio - Um casal teve o carro atingido por quase 40 tiros de fuzil na noite de segunda-feira, em São Gonçalo, na Região Metropolitana. A representante comercial Eliana Guerreiro Mascarenhas, de 60 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu ao chegar no Hospital Estadual Alberto Torres. Seu marido, o advogado Roberto dos Santos Melandre, de 56, segue internado em estado grave na unidade de saúde.

O carro do casal Eliana Guerreiro Mascarenhas e Roberto dos Santos Melandre foi atingido por 39 tiros na noite de segunda-feira%2C em São Gonçalo. Ela não resistiu e morreuReprodução / TV Globo

Segundo informações do 7ºBPM (São Gonçalo), as vítimas seguiam na Rua Felipe Mascarenhas, no bairro Amendoeira, quando passaram por um grupo de aproximadamente dez bandidos em três carros e duas motos. Eles atiraram contra o veículo e fugiram sem levar nenhum pertence das vítimas.

"Fiquei sabendo que ela estava descendo para pegar uma amiga num posto de gasolina e passou um bonde de bandidos e metralharam o carro", disse o filho de Eliana, Marcelo Mascarenhas.

O local aonde aconteceu o crime é cercado pelas comunidades Miriambi e Alma, dominadas por traficantes. O filho da vítima revelou que a família já planejava em deixar o Rio de Janeiro com o medo da violência. "Já estávamos conversando a respeito e tomando algumas decisões para poder sair daqui porque não está dando para sobreviver no Rio. A gente fica no meio de um fogo cruzado", afirma.

O caso está sendo investigado pela Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI).

Últimas de Rio De Janeiro