'A gente está desprotegido', diz policial que fazia custódia de preso resgatado

Hospital Municipal Souza Aguiar foi invadido por mais de 15 homens fortemente armados, com fuzis e granadas, para resgatar preso que estava internado

Por O Dia

Rio - Foram momentos de terror que os pacientes, profissionais de saúde e policiais que faziam a custódia do preso Nicolas Labre Pereira de Jesus, de 28 anos, vulgo Fat Family, viveram na madrugada deste domingo. Bandidos fortemente armados, munidos de fuzis e granadas, invadiram o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, e fizeram vários disparos, deixando um morto e dois feridos.

O sargento da Polícia Militar Fábio Melo estava fazendo a custódia do traficante quando foi surpreendido pelo bando. Com a arma apontada para ele e seu colega de trabalho, o policial se escondeu na escada da unidade. "Graças a Deus consegui sair ileso e ainda consegui ajudar meu amigo, que trabalha comigo. Nós estamos desprotegidos. Eu estou desprotegido, vocês estão desprotegidos, toda a população".


Grupo armado invadiu Hospital Souza Aguiar%2C no Centro%2C para resgatar preso%2C mais conhecido como Fat FamilyDivulgação

Fat Family é suspeito de ser chefe do Morro Santo Amaro, no Catete, e irmão de Marco Antônio Pereira Firmino da Silva, o My Tor, que está em presídio federal. Ele estava internado desde a última segunda-feira sob custódia.  

Na ação, um homem foi morto, o técnico de enfermagem Júlio César dos Santos Basílio foi ferido e socorrido para o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) e um policial que estava de folga também foi ferido quando chegava ao hospital para socorrer um amigo. O policial Fábio Ferreira da Silva foi submetido à cirurgia. Ele estava socorrendo o amigo Ronaldo Luiz Marriel, que havia sofrido um corte na cabeça durante uma festa. Marriel foi atingido por disparos e morreu no local. 

Câmeras de segurança localizadas na entrada da recepção vão ajudar a identificar os criminosos que se dividiram em dois grupo. 

Tiroteio no Hospital Souza Aguiar causa pânico e deixa uma pessoa mortaDivulgação

A polícia suspeita que um advogado teria ido ao local durante a madrugada pelo menos umas quatro vezes e arquitetato todo o plano da invasão. Há informações de que a polícia teria sido informada de uma possível ação na unidade. A Divisão de Homicídios (DH) isolou o local para fazer perícia.

Dois suspeitos identificados

O delegado da DH Rivaldo Barbosa sinalizou que a ação dos criminosos foi ousada e informou que já identificou dois suspeitos de terem participado do ataque. Todas as pessoas que visitaram o preso ao longo da semana, incluindo parentes e namorada, serão chamadas para depor na delegacia.

"O que causou perplexidade foi que os criminosos sabiam exatamente onde esse traficante estava. Isso que nos chamou a atenção e por isso todos os visitantes serão ouvidos". 

O Hospital Municipal Souza Aguiar é uma das unidades médicas de referência durante as Olimpíadas Rio 2016, na área do Maracanã, na Zona Norte do Rio.

Bandidos invadem Souza Aguiar para resgatar presoDivulgação




Últimas de Rio De Janeiro