Terceirizados do Instituto do Cérebro fazem protesto por falta de pagamento

Salário deste mês só foi recebido ontem, após funcionários ameaçarem fazer greve. Décimo terceiro ainda não foi depositado

Por O Dia

Rio - Funcionários terceirizados do Instituto Estadual do Cérebro fazem um protesto em frente ao centro de tratamento, referência no estado. Eles reclamam da falta de salário, décimo terceiro e benefícios, como o Fundo de Garantia (FGTS). 

De acordo com um trabalhador, que não se identificou, o salário que deveria ser pago no início do mês só foi recebido ontem, após os funcionários ameaçarem fazer greve. Entretanto, o décimo terceiro e o FGTS ainda não foram depositados. "Estamos paralisados e a próxima ação será a greve".

Funcionários terceirizados do Instituto Estadual do Cérebro fazem protesto contra a falta de pagamento de saláriosLeitor WhatsApp O DIA (98762-8248)

A responsável pelos funcionários é a organização social Pró-Saúde. A manifestação interdita a Rua do Resende e o trânsito é desviado para a Rua do Riachuelo. Agentes da CET-Rio orientam os motoristas. O trânsito é lento na região.

Últimas de Rio De Janeiro