Polícia investiga ataque a mototaxista e duas mortes na Favela Kelson's

Mototaxista não obedeceu ordem de parar do atirar e foi baleado. Outras duas pessoas foram encontradas mortas a tiros

Por O Dia

Rio - A Polícia Civil investiga um ataque a um mototaxista, baleado na madrugada desta terça-feira. Eduardo dos Santos Alves, de 26 anos, chegava na Favela Kelson's, na Penha, Zona Norte, quando um homem mandou ele parar. Como não obedeceu, o suspeito atirou. Posteriormente, a PM constatou a morte de outras duas pessoas a tiros no interior da comunidade. A polícia investiga se as duas mortes têm ligação com o caso do mototaxista.

Eduardo está internado no Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. O homem fugiu após o ataque. O caso é investigado pela 22ª DP (Penha). As duas pessoas encontradas mortas baleadas dentro da Kelson's foram identificadas como Vagner da Silva Santiago, de 22 anos, e Diego da Silva Salustiano. 

Segundo informações, Diego trabalhava com o tio em um açougue e Vagner com transporte alternativo. O 16º BPM () fez uma operação nesta manhã na favela e prendeu cinco pessoas. Não há informações se eles têm ligação com os crimes.

Últimas de Rio De Janeiro