Quadrilha que cometia golpe milionário em aplicativo é desarticulada

Suspeitos ofereciam casas e apartamentos, que seriam leiloados pela Caixa Econômica Federal, a mutuários, através do OLX

Por O Dia

Rio - Agentes da 5ª DP (Mem de Sá) prenderam, na tarde desta quarta-feira, sete suspeitos de integrar uma quadrilha de estelionatários. De acordo com a Polícia Civil, os integrantes ofereciam casas e apartamentos, que seriam leiloados pela Caixa Econômica Federal, a mutuários, através do aplicativo OLX, desde 2015, em um golpe que rendeu mais de R$ 10 milhões.

Segundo o delegado Marcus Henrique Alves, os estelionatários, através da empresa Brado Imóveis, ofereciam os imóveis da Caixa Econômica Federal com descontos de até 70 por cento do valor real, atraindo as vítimas para a armadilha. Eles atuavam em vários municípios da Baixada Fluminense, Centro do Rio e Niterói. Os depósitos dos valores pagos pelas vítimas eram feitos nas contas físicas dos próprios criminosos.

As ações da 5ª DP foram iniciadas assim que uma das vítimas, Weslei Cardoso Monteiro da Silva, compareceu à delegacia, por volta das 18 horas desta terça-feira, para prestar queixa. A Polícia Civil informou que imediatamente, foi instaurado um inquérito.

Os suspeitos foram presos em flagrante, quando vendiam um imóvel fraudado para um deficiente visual.  O delegado disse que foram presos e indiciados por estelionato e associação criminosa, Leonardo Patrick Santana, Rafael Bezerra Salgueiro, Calebe Moraes Tavares da Mata, Victor Hugo Inocêncio Moreira, Osir Ribeiro da Silva, Danielle Machado Medeiros e Anderson Ribeiro da Silva.

Últimas de Rio De Janeiro