Maia critica declaração feita por secretário de Segurança do Rio

Ele cobrou policiamento nas ruas do Rio

Por O Dia

Rio - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), rebateu as críticas do secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, que voltou a cobrar mudanças nas leis criminais. Sá culpou a legislação a jornalistas após o enterro do 97º PM morto no Estado este ano.

Presidente da Câmara postou após Roberto Sá pedir leis mais durasDivulgação

Pelo seu perfil no Facebook, Maia disse que Sá “não pode ser tão irresponsável” e que está transferindo responsabilidade pela onda de violência no estado. “O secretário de Segurança do Rio não pode ser tão irresponsável. Com essas declarações ele está tentando transferir para os outros a responsabilidade que é dele. Nós vamos aprovar leis mais duras contra o crime sim, mas a convulsão social que vivemos no Rio não é culpa da legislação. Cadê o policiamento? A sociedade está abandonada e a polícia também. Os bandidos perderam o respeito pelas autoridades. O Rio precisa de gente séria, que fale a verdade para a população”, escreveu Maia no Facebook.

Sá disse que não iria se pronunciar a respeito das críticas de Maia. Em abril, o secretário enviou ao Ministério da Justiça pedidos de mudanças nas leis. No documento que O DIA teve acesso em primeira mão, Sá solicitava penas mais rígidas para o tráfico internacional de armas e mudanças no tempo de progressão das penas.

Últimas de Rio De Janeiro