Polícia identifica suspeito de matar jovem em Laranjeiras

Miguel Ayoub foi assassinado em uma tentativa de assalto em abril

Por O Dia

Homem é suspeito de matar jovem em LaranjeirasDivulgação

Rio - A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) identificou, nesta terça-feira, um suspeito de matar Miguel Ayoub Zahour, de 19 anos, em Laranjeiras, Zona Sul do Rio. Renan Frias da Silva, apelido de Leo, de 27 anos, é o principal suspeito de ter assassinado o jovem Miguel Ayoub Zahour, no dia 13 de abril deste ano em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. Ele teve a prisão decretada pela Justiça e já é considerado foragido. 

Miguel foi assassinado em uma tentativa de assalto, na noite do dia 13 de abril deste ano. O jovem e sua namorada foram abordados por dois bandidos em uma moto, na esquina entre as ruas Pinheiro Machado e Laranjeiras. Na ocasião, o casal também estava em uma moto. O rapaz foi baleado, mas a menina não foi ferida. Miguel chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e levado para o Hospital Miguel Couto, mas não resistiu.

Ele era apaixonado por motos desde quando era criança. De acordo com amigos, Miguel andava pela primeira vez com a motocicleta que estava no dia em que foi morto. O desejo do universitário, inclusive, era comprar um veículo novo em breve.

Em decisão judicial, foi expedido para Renan um mandado de prisão pelo crime de roubo seguido de morte. Em sua ficha criminal constam ainda anotações por Furto (artigo 155); Roubo Majorado (artigo 157); e Roubo de Veiculos. Ele também já teve passagem pelo Sistema Penitenciário, quando ingressou em 2015 e saiu em liberdade em junho de 2016, do Presídio João Carlos da Silva.

Miguel Ayoub foi morto durante tentativa de assalto em LaranjeirasReprodução Facebook

Quem tiver qualquer informação a respeito da localização do acusado acima citados, favor denunciar pelos seguintes canais: Whatsapp ou Telegram dos Procurados (21) 98849-6099; pela mesa de atendimento do Disque-Denúncia (21) 2253-1177, pelo facebook/(inbox), endereço: https://www. facebook.com/procurados.org/, ou pelo aplicativo do DD/Rio. Em todos os canais de denúncias, o anonimato é garantido. 


Últimas de Rio De Janeiro