MP realiza operação contra fraudes na prefeitura de Guapimirim

Dois ex-prefeitos e um policial militar são alvo de mandado

Por O Dia

Rio - O Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro realiza na manhã desta quinta-feira a 'Operação Flexus', que visa desmantelar esquemas de fraude em licitações da prefeitura de Guapimirim. 

Entre os alvos da operação estão dois ex-prefeitos de Guapimirim e um oficial da Polícia Militar. Os ex-mandatários são suspeitos de contratar, por meio de licitações fraudulentas, a organização não governamental (ONG) Casa Espírita Tesloo, para fornecimento de mão-de -bra terceirizada. 

Nos dois mandatos, a ONG recebeu mais de R$ 84 milhões em contratos, mas não há provas de que os funcionários contratados trabalhassem para a ONG ou para a prefeitura. 

A operação do MPRJ foi realizada após denúncias publicadas pelo jornal DIA, no ano de 2012. Confira as matérias abaixo: 

ONG de 'matador' tem contrato de R$ 34 milhões em Guapimirim

Dono de abrigos do crack já matou 42

Últimas de Rio De Janeiro