Conta Social: Desafio movido a energia solar

Sem combustível comum, barcos solares têm zero de emissões na atmosfera

Por O Dia

Rio - A paradisíaca Armação dos Búzios recebe esta semana uma disputa inusitada e sustentável. É o Desafio Solar Brasil 2015, uma competição de barcos movidos a energia solar que vai reunir universitários de quatro estados brasileiros entre os dias 11 e 15. As embarcações são compostas por placas que captam a energia solar, armazenada em uma bateria no interior dos barcos que dão propulsão ao motor. Os raios solares funcionam como combustível para o deslocamento. O desempenho é inferior ao de uma embarcação comum, mas a velocidade chega até quase 30km/h.

“É um evento que une esporte, inovação e educação. O objetivo é estimular o desenvolvimento de novas tecnologias em fontes de energia limpa e renovável para aplicação em projetos de mobilidade”, explica Weules Correia, coordenador do projeto Cidade Inteligente Búzios. Ao todo, 21 equipes participarão das provas, que são divididas em oito etapas, com percursos de até 12 quilômetros. A equipe vencedora será aquela que melhor conseguir juntar velocidade e eficiência energética e concluir os circuitos em menos tempo. Os vencedores serão homenageados com o Prêmio Fernando Amorim de Inovação.

Sem combustível comum%2C barcos solares têm zero de emissões na atmosferaDivulgação

Uma das novidades este ano é um barco adaptado para cadeirante. Um piloto e um copiloto que usam cadeiras de rodas vão participar das provas. A iniciativa é da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), através do Nides (Núcleo Interdisciplinar para o Desenvolvimento Social), e tem parceria da concessionária Ampla e apoio da Prefeitura de Búzios.

DESTINO MELHOR PARA DESCARTÁVEIS

Doações de embalagens longa vida, feitas por moradores de Costa Barros e Deodoro, serão transformadas em caixas de leite e telhas, que beneficiarão as comunidades locais. A ação, que deve atender 750 famílias na primeira fase, faz parte do projeto Coleta Voluntária, que a SuperVia e a Tetra Pak acabam de lançar.

As telhas que serão produzidas a partir das próprias embalagens coletadas são impermeáveis, têm boa absorção de calor e duram até 10 anos. A arrecadação será realizada em postos de coleta nestes bairros pelos próximos seis meses. Folhetos e palestras nas escolas da região divulgam a iniciativa.

BOAS AÇÕES EM DIA

Leis de incentivo, empregabilidade e investimento em projetos sociais são alguns dos temas do I Fórum de Responsabilidade Social da Estácio, quarta-feira, no Centro do Rio.

A campanha Correntes do Bem, da Mercatto, em parceria com a ONG norte-americana Waves For Water, entregou filtros de água para moradores da Rocinha.

O 'Choir With No Name', coral britânico de moradores de rua mais renomado no mundo, dará workshop ao coral da Associação Solidários Amigos de Betânia terça, na Zona Oeste.


Últimas de _legado_Notícia