Síndrome do pânico na Cidade Maravilhosa

Por O Dia

A violência no Rio, hoje sem distinção, é emblemática. Os cariocas há tempos estão vivendo uma síndrome de pânico coletivo. Urge, assim, que tal tragédia social seja combatida, para que possa a Cidade Maravilhosa voltar a acolher todos que aqui.

José de Anchieta de Almeida

Praça da Bandeira

Comentários