VIDAS EM RISCO 2

Por O Dia

O MPF defende que o serviço aéreo privado só pode ser feito sem remuneração e que a venda de voos é irregular. Então, como há comercialização, tem que ser submetido à ANAC. O MPF alega que a omissão dá a falsa impressão de atividade regular, colocando vidas em risco.

Comentários