Picciani ressaltou erros: 'disse que comandante estava sem farda'

Por O Dia

O presidente da Assembleia do Estado do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB), acusou Torquato Jardim de mentir. "Fiquei surpreso com o desconhecimento, a incompetência ou má fé do ministro da Justiça, Torquato Jardim", afirmou em vídeo veiculado em uma das suas redes sociais.

"Lamentável que (o ministro) minta e que contribua para mais confusão, e não ajude com aquilo que está dentro das suas atribuições, que é diminuir o número de armas que vêm para o Rio de Janeiro e que chegam em outros estados. A calamidade na área de segurança é em todos os estados, talvez mais acentuada no Rio porque o governo federal não faz a sua parte".

Além de não apresentar provas, Torquato errou ao dizer que o coronel Luis Gustavo Teixeira morreu sem farda e que há mudança no perfil do comando da criminalidade no Rio. "O que está acontecendo é que a milícia está tomando conta do narcotráfico", disse. Segundo a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas, a milícia possui focos de venda de drogas.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro