Petrópolis aprova incentivo às cervejarias

Lei visa garantir a simplificação de licenças ambientais e maior agilidade na instalação de novos negócios na cidade

Por O Dia

Petrópolis dá novo passo para se consolidar como autêntica Capital Estadual da Cerveja o título foi outorgado recentemente pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj). Foi sancionada pela prefeitura lei de incentivo à instalação de novas microcervejarias artesanais e 'brewpubs' bares que produzem e vendem a própria cerveja. A iniciativa visa garantir maior simplificação de licenças ambientais e agilidade na instalação de novos negócios. Hoje, a cidade tem 21 fabricantes, gerando cerca de 1,5 mil empregos.

Elaborada pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Coordenadoria de Gestão Estratégica de Petrópolis, em parceria com os empresários do setor, a lei já havia sido aprovada por unanimidade pela Câmara de Vereadores, dia 27 de setembro. Faltava apenas a sanção do prefeito Bernardo Rossi. A lei leva em consideração a importância dos 'brewpubs' e das microcervejarias artesanais, empresas cuja soma do faturamento anual de cerveja e chope não supera o teto do enquadramento previsto no Super Simples Nacional, da lei complementar 123/2006.

Para o presidente da Associação das Cervejarias Artesanais de Petrópolis (Acap) e diretor da BrewPoint, José Roberto Romão, a lei é uma vitória dos cervejeiros e serviu para oficializar um trabalho em conjunto. Ainda segundo ele, não seria possível a criação da lei sem o apoio tanto do governo municipal como da Câmara de Vereadores.

De acordo com José Roberto Romão, há ainda muito trabalho pela frente na consolidação da cidade como polo cervejeiro. "A aprovação da lei foi um primeiro passo. Agora, continuamos a lutar pela implantação de cursos técnicos na cidade, dando infraestrutura para o mercado e qualificando a mão de obra existente na nossa cidade", define o presidente da Acap.

Tradição cervejeira

A cidade de Petrópolis tem hoje em dia 21 marcas, distribuídas entre fábricas e ciganas. É o que revela a Associação das Cervejarias Artesanais de Petrópolis (ACAP). No total, são oito fábricas que atualmente estão em funcionamento Bohemia, Grupo Petrópolis, Cidade Imperial, Buda Beer, BrewPoint, Odin, Real e Rocky Garden. Muitas delas, por sinal, participam do Rota Cervejeira RJ e do Circuito Cervejeiro de Petrópolis. As outras, no entanto, começam a se estruturar para receber visitantes. Juntas, as microcervejarias geram mais de 1,5 mil empregos diretos.

A Cidade Imperial também possui nove cervejarias ciganas. São aquelas que não têm fábricas próprias e cujas marcas são produzidas em microcervajarias da locais e/ou de municípios vizinhos. É o caso da Cazzera, Dr. Duranz, Vila de Secretário, Madame Machado, Guapa, Schröder, Tortuga, Cervejaria de Raiz e Sixel. Além delas, Petrópolis ainda reúne quatro fabricantes que atuam de forma associada à Cervejaria BrewPoint Imperatriz, Duzé, Rústika e Da Corte.

Galeria de Fotos

A nova lei também disponibiliza áreas públicas para a comercialização das cervejas, como o evento Deguste, que acontece mensalmente na Praça Visconde de Mauá, no Centro FOTOS divulgação
petrópolis a capital da cerveja divulgação

Comentários