MAIS DE 200 GESTORES ESTÃO EM SALA DE AULA

Por O Dia

Programa Lidera Rio investe no foco em resultados dos líderes públicos de áreas estratégicas
Programa Lidera Rio investe no foco em resultados dos líderes públicos de áreas estratégicas - Divulgação

Para enfrentar a crise econômica que atinge o estado mais de 200 servidores de 24 municípios do Rio voltaram para a sala de aula. Eles estão participando do Lidera Rio, um programa de formação de líderes públicos com foco em resultados. No final serão apresentados 96 projetos voltados para o desenvolvimento econômico regional. Os melhores serão escolhidos, e a intenção é que os vencedores de cada cidade sejam colocados em prática em seus locais de origem. O objetivo é fortalecer o papel dos gestores públicos, incentivar o planejamento, gestão, liderança e sustentabilidade e criar iniciativas a curto prazo.

Divididos em três turmas de oito municípios cada, os servidores passaram por um processo seletivo que escolheu gestores que trabalham em setores estratégicos. A primeira leva conta com servidores de Niterói, Maricá, São Gonçalo, Petrópolis, Três Rios, Mesquita, Nova Iguaçu e Nova Friburgo. Até dezembro, eles vão ter que colocar em prática tudo o que aprenderam nas aulas, os conceitos assimilados, com resultados medidos e publicados.

"Apesar de no meu município termos uma carteira com 34 projetos, é uma excelente oportunidade para fazermos uma rede com as cidades próximas. E os melhores projetos vão ser escolhidos, apresentados ao prefeito e colocados em prática", elogiou Marília Ortiz,subsecretária de Planejamento e Orçamento de Niterói, que pretende apresentar três projetos no fim do curso.

Em 2018, será a vez dos servidores dos municípios de Itaguaí, Duque de Caxias, Volta Redonda, Barra Mansa, Resende, Itatiaia, Angra dos Reis e Paraty, Cabo Frio, Búzios, Rio das Ostras, Macaé, São João da Barra, Campos, Itaperuna e também Santo Antônio de Pádua (as cidades foram separadas de acordo com a proximidade).

A maioria dos prefeitos já está de olho nos projetos que serão apresentados. "Estamos investindo na formação de gestores que atuam em áreas estratégicas. O objetivo é que eles criem soluções eficientes a curto prazo. E, evidentemente, pensem em melhorias para a cidade", observa Jorge Miranda, prefeito de Mesquita, um dos três municípios da Baixada Fluminense.

O Lidera Rio foi implantado por meio de uma parceria entre o Sebrae/RJ, o Instituto República, o Cidadis, empresa carioca especializada em inteligência, inovação e soluções para cidades, e o Centro de Liderança Pública (CLP).

A partir de janeiro, os monitores da Cidadis irão quinzenalmente aos municípios acompanhar in loco o desenvolvimento dos projetos. O final da primeira turma está prevista para abril de 2018, com a premiação das iniciativas que apresentarem os melhores resultados.

Comentários