Dom Orani homenageia PMs mortos em Sulacap

Campanha 'A Vida não Para' é lançada no Cemitério da Penitência, no Caju

Por JONATHAN FERREIRA

O cardeal Dom Orani iniciou o dia rezando missa no Cemitério da Penitência, onde foi lançada campanha
O cardeal Dom Orani iniciou o dia rezando missa no Cemitério da Penitência, onde foi lançada campanha - Estefan Radovicz/Agência O Dia

Em um momento de aumento da violência e das mortes de policiais no estado, o Dia de Finados foi marcado por homenagens ao PMs e também pelo lançamento de uma campanha para apoiar pessoas que perderam entes queridos. No Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, onde a maioria dos 114 PMs assassinados este ano foram enterrados, houve uma cerimônia com a Banda da Polícia Militar e a presença do cardeal arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani Tempesta.

"Creio que tudo isso nos faz pensar que a sociedade precisa ser mudada. Além da justiça social, do trabalho, educação e saúde para todos, também tem os valores cristãos, do perdão, do valor da vida, de pensar no outro", disse o cardeal.

Antes de ir para Sulacap, Dom Orani rezou missa no Cemitério da Penitência, no Caju, onde foi lançada a campanha 'A Vida não Para', voltada para as pessoas em luto. O projeto é apoiado pelo grupo Amigos Solidários na Dor do Luto (ASDL) e tem, como padrinhos, a atriz Cissa Guimarães e o treinador do Fluminense Abel Braga.

"Nos nossos encontros, vamos receber, acolher e orientar as pessoas enlutadas, para que aprendam novamente a caminhar com suas dores e percebam que o apoio e a troca de experiências e o amor solidário são as coisas mais importantes no processo doloroso do luto", contou Marcia Torres, fundadora do ASDL.

O técnico Abel Braga, que perdeu o filho João Pedro, em julho, ressaltou a importância do projeto. "Eu tive uma perda há pouco tempo e acho muito importante que as pessoas conheçam esse trabalho maravilhoso, entendam e nunca se esqueçam de que a vida não para." A Atriz Cissa Guimarães lembrou das dificuldades que passou após a morte de seu filho Rafael Mascarenhas. "É importante estar junto com outras pessoas que passaram pela mesma coisa e poder trocar e compartilhar. Saber que a vida continua", desabafou.

Cerca de 3 mil pessoas visitaram o Cemitério da Penitência, que inaugurou novo cremetório, com capacidade para 150 cremações por mês.

Galeria de Fotos

Movimento de pessoas em visita ao cemitério São João Batista em Botafogo,na manhã desse feriado de finados. Estefan Radovicz/Agência O Dia
Movimento de pessoas em visita ao cemitério São João Batista em Botafogo,na manhã desse feriado de finados. Estefan Radovicz/Agência O Dia
O cardeal Arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, realizou missa na manhâ desse feriado de finados. A missa foi celebrada na capela que fica dentro do Cemitério da Penitência no Cajú,zona portuária do Rio de Janeiro.Depois da missa, inaugurou forno crematório no mesmo cemitério. Estefan Radovicz/Agência O Dia
O cardeal Arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, realizou missa na manhâ desse feriado de finados. A missa foi celebrada na capela que fica dentro do Cemitério da Penitência no Cajú,zona portuária do Rio de Janeiro.Depois da missa, inaugurou forno crematório no mesmo cemitério. Estefan Radovicz/Agência O Dia
O cardeal Dom Orani iniciou o dia rezando missa no Cemitério da Penitência, onde foi lançada campanha Estefan Radovicz/Agência O Dia

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro