Guilherme de Pádua vira pastor em MG

Por O Dia

Guilherme de Pádua vira pastor de igreja evangélica. Há 20 anos, o ex-ator foi condenado pelo assassinato da atriz Daniella Perez, filha da autora de novelas Gloria Perez. Leitores comentam.

Ainda bem que Cristo não nos julga como nós mesmos, pois, se assim não fora, coitado do bandidão que Ele perdoou na Cruz. Deus não resiste a um coração arrependido, Ele mesmo disse que veio para os doentes (pecadores), e não para quem se acha melhor do que esse rapaz. O que nos faz diferentes do Guilherme? Se quando o julgamos com nossa "justiça" nos fazemos deuses? No entanto, somos mortais, pecadores, e que também carecemos da graça e do perdão de Jesus Cristo.

Kriklides Barros

Pelo Facebook

Se Jesus perdoou o ladrão na cruz, quem sou eu para julgá-lo. Aos olhos humanos, o ato é imperdoável, mas Deus não vê como vê o homem , Deus vê o coração.

Lucciano Alvarez

Pelo Facebook

Por que será que todo canalha, mau-caráter, assassino, estuprador e bandido para se esconder corre para as igrejas evangélicas? Esse é mais um lixo que está fazendo isso...

Mario Cesar Dos Santos

Pelo Facebook

Tomara que tenha melhorado como pessoa e possa ajudar outros. Não podemos generalizar, tem muito pastor decente. Pior são aqueles playboys que queimaram o índio e hoje são médicos ou juízes. Infelizmente a morte nunca se repara, desejar sempre forças à mãe da vítima.

Vitor Frias Martins

Pelo Facebook

Pode até enganar o povo; a Deus é que é difícil,uma pessoa boa jamais planeja a morte de alguém, ainda mais sendo por obsessão, como foi o caso dele. Agora vai dizer que é pastor? Brincadeira!

Maria Furtado

Pelo Facebook

Não devemos julgar ninguém, mas não somos obrigados a aceitar uma coisas dessas: pastor de ovelhas? Está mais para pastor de abutres. Se fosse em outro país, estaria morto.

Marcelo Silveira Fernandes

Pelo Facebook

Comentários