Esplanada: Aprovação de hotel de luxo em encosta de praia revolta moradores

Eles temem desmatamento na região. Donos da pousada já conseguiram licenças do Instituto do Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional

Por O Dia

Brasília - A aprovação de um hotel de luxo com 20 bangalôs na encosta da praia de Trancoso, perto do famoso ‘Quadrado’, revoltou os moradores que fazem abaixo-assinado. Os donos da futura pousada – ainda sem nome – já conseguiram licenças do Instituto do Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional, e sinalização das secretarias de Obra e Meio Ambiente de Porto Seguro. A obra está embargada à espera apenas de um plano de impacto ambiental. Os moradores temem desmatamento na região e que o empreendimento abra precedente de especulação imobiliária na região histórica.

Canteiro

Dono do empreendimento, Raul Rosa diz que o local já abriga uma pousada desativada, que há 2 anos faz estudos e que terá os documentos para começar a obra em breve.

APA

No site Avaaz, o abaixo-assinado tem cerca de 2 mil nomes. A Sociedade Amigos de Trancoso indica que o local é uma Área de Proteção Ambiental.

Manejo

Secretário de Meio Ambiente, Benedito Almeida confirma que a região é uma APA mas não intocável, e que falta apenas o estudo de impacto ambiental e de reflorestamento.

Sítio histórico

O Iphan ainda não se pronunciou. A região é considerada pelo órgão sítio histórico da Costa do Descobrimento, e intervenções urbanísticas sempre foram alvo de polêmicas

Alô, povo!

A Mesa e a maioria dos deputados da Câmara são uma vergonha, sem compromisso com o eleitor. Esperaram passar a eleição para articular a anistia para caixa 2, mudar a regra das delações premiadas; tentam incluir políticos e parentes nos direitos de repatriação sem punição e a volta do financiamento de empresas para campanhas.

Barricada parlamentar

Grupo de whatsapp dos policiais manifestantes do Rio indica que os invasores da Alerj não entraram nos gabinetes, exibidos depredados pelas TVs. Teriam sido os próprios deputados, acuados, que fizeram ‘barricadas’ com móveis e documentos. Os parlamentares desmentem. As câmeras de vídeo vão mostrar a verdade.

Voz da experiência

O presidente ganhou um alívio de peso dentro do plural PMDB. O deputado Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) avalia como “bom” o governo de Michel Temer. “Até aqui está bom. Nem tanto ao mar, nem tanto à terra”.

Aliado

Jarbas considera urgente a aprovação da PEC do Teto de Gastos. “Se tivesse sido votada lá atrás, não estaria essa esculhambação”, pontua o parlamentar.

Eles curtiram

Anda tranquila a rotina dos servidores da Mesa Diretora do Senado. Com o ‘pau quebrando’ nos debates da PEC do Teto de Gastos e tentativa de invasão de estudantes na CCJ, a Coluna flagrou pelo menos cinco servidores “ocupados” em conferir atualizações e amenidades nas páginas pessoais no Facebook.

Golpe na bomba!

Sindicom faz campanha ‘Combustível Legal’ de alerta do crime de Bomba BaixaDivulgação

O Sindicom faz campanha ‘Combustível Legal’ de alerta do crime de Bomba Baixa. Donos de postos adulteram a bomba para entregar uma quantidade de combustível menor do que a registrada no visor. Há casos registrados (veja foto no site)

Calculadora na mão

Além de lesar o consumidor, quem comete este crime pratica uma concorrência desleal. Só na última operação integrada entre o Governo de São Paulo e a ANP, foram vistoriadas 4.050 bombas e constatadas irregularidades em 13,6% delas.

Patéticos

Foi patética a torcida clara das TVs brasileiras por Hillary Clinton demonizando a falácia e arrogância de Donald Trump. Ele sempre liderou as pesquisas e a Coluna citou isso. Agora o noticiário se diz surpreso e culpa os institutos de pesquisa americanos.

Cai o muro

Americanos em contato com a Coluna – os mesmos que previram ontem a vitória de Trump, aqui registrada – dizem que o presidente eleito vai recuar na construção do muro na fronteira com o México, e indicam que ele vai baixar o tom contra mexicanos.

Tchau, querida

Hillary Clinton já era. Não disputa a Casa Branca novamente. Os americanos têm a praxe de alternância de candidatos, ao contrário do Brasil

Ponto Final

“Depois do 11/9, o 9/11”

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil