Esplanada: PSDB decide se o partido deixa a base do Governo Michel Temer

Mas se iniciou há dias um curioso movimento dos governadores tucanos para que nada seja decidido no encontro desta segunda-feira

Por O Dia

Brasília - O PSDB desembarca rachado amanhã em Brasília para a reunião que decidirá se o partido deixa a base do Governo Michel Temer. As bancadas na Câmara e Senado também estão divididas para ficar ou pular da nau, com poucos indecisos.

Mas se iniciou há dias um curioso movimento dos governadores tucanos para que nada seja decidido neste encontro. Os chefes dos Estados querem ganhar tempo. A ideia surgiu após encontro de Temer com o governador paulista Geraldo Alckmin.

Patota dos 23

Senadores, deputados, e os presidentes dos 27 diretórios vão se reunir a partir das 17h na sede do partido. Apesar disso, só os 23 da executiva decidirão sobre os rumos.

Padrinho

A despeito de afastado do partido, Aécio Neves tem a maioria dos votos na executiva nacional. Até ontem, sua orientação era para manter o PSDB com Temer. Por ora.

Do contra

Tasso Jereissati, o presidente interino do PSDB, quer pular do Governo. E um pequeno e corajoso grupo tucano defende a desfiliação de Aécio – o que o irritou muito.

Inferno astral

O ano tem sido ingrato para o ex-ministro Walfrido dos Mares Guia – mas nos negócios pessoais. Seu poderoso grupo de educação Kroton não conseguiu ainda fechar a compra da rede Estácio de Educação, e o processo está parado no CADE.

Nota zero

O Ministério da Educação abriu sindicância para apurar suposto favorecimento a Walfrido na seleção da instituição para abrir, pelo “Mais Médicos”, o curso de medicina na cidade de Guanambi, a 800 km de Salvador. O próprio MEC suspendeu o processo.

Subsídios

E no Congresso Nacional, deputados ensaiam a instalação de uma CPI para investigar o repasse bilionário para o FIES a faculdades particulares. O grupo de Walfrido é um dos principais beneficiados. A Coluna não teve retorno da assessoria do ex-ministro.

No vermelho

Lembram da repatriação do minerador cujo dinheiro sumiu? O saldo na conta era de R$ 43.778.351.002,15. Isso mesmo, na casa dos bilhões, revela extrato de posse da Coluna.

Janot x Aécio

O PGR Rodrigo Janot reforçou na sexta à noite argumentos para o pedido de prisão de Aécio Neves e a manutenção da irmã Andréa na cadeia. Algo maior está por vir.

Chave na mão

Há informações nos bastidores da toga de que Andréa Neves pode ser beneficiada com liminar para o habeas corpus impetrado.

3 x 1

Em painel no fórum da União Nacional dos Legisladores na quinta em Foz do Iguaçu, houve embate entre governadores. De um lado o petista Wellington Dias (PI) peitou do outro os tucanos Marconi Perillo (GO), Beto Richa (PR) e Alckmin (SP).

Óleo na mesa

A Federação Única dos Petroleiros protocolou na Procuradoria da República, no Rio de Janeiro, representação na qual pede a saída do presidente da Petrobras, Pedro Parente. A entidade o acusa de conflito de interesses por ser sócio fundador da Prada Consultoria.

Tão perto, tão longe

O grupo de gestão financeira e empresarial é presidido pela esposa do presidente da estatal, Lucia Hauptman, e tem como missão “cuidar e zelar por um grupo seleto de famílias que aspiram perenizar e crescer seu patrimônio”.

Repatriaçõe$

O advogado Nereu Domingues lançará o livro ‘Crônicas da Lei da Repatriação’ (Ed. Hum, 164 pág.), com histórias reais de gente graúda que trouxe bom dinheiro de volta. Com sede em Curitiba, seu escritório foi líder em assessoria, com mais de 200 casos.

Últimas de Brasil