Polícia boliviana apreende uma tonelada de cocaína que seria enviada ao Brasil

Droga foi apreendida próximo a fronteira. Segundo a ONU, cultivo de coca aumentou no país

Por O Dia

Bolívia - O ministro de Interior da Bolívia, Carlos Romero, informou, nesta quinta-feira, que a polícia local apreendeu um carregamento de uma tonelada de cocaína, que seria teria como destino final o Brasil. 

Droga apreendida seria enviada para o BrasilAFP

"Encontrou-se uma grande quantidade de droga, na forma de pacotes que totalizariam uma tonelada. Aproximadamente 60% estariam compostos por cocaína em estado puro, cloridrato de cocaína, e 40% são pasta à base de cocaína", descreveu o ministro, em ato público no qual a Polícia expôs a carga apreendida.

A cocaína foi encontrada em uma granja. A propriedade contava com uma pista de pouso clandestina, na região de Baures, perto de Trinidad, capital do departamento amazônico de Beni. Esse departamento fica na fronteira com o Brasil.

Nenhum detido.

O chefe da Polícia Antinarcóticos, Santiago Delgadillo, disse que a droga está avaliada em "10 milhões de dólares, destinada ao Brasil".

Embora importante, essa não foi a maior apreensão de drogas dos últimos anos. Em julho de 2016, a Polícia chegou a uma carga de sete toneladas com destino a Honduras e, em janeiro desse mesmo ano, a uma outra de seis toneladas. Esta última seria enviada para a Costa do Marfim. 

ONU registra aumento do cultivo de coca no país

De acordo com a ONU, os cultivos de coca aumentaram na Bolívia em 14% em 2016. Após cinco anos de redução contínua, informou o Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Delito (UNODC, na sigla em inglês) na quarta-feira. "Este incremento é um fator de preocupação para nós", disse Antonio De Leo, representante no país da agência da Organização das Nações Unidas. 

Segundo o documento, os cultivos de coca passaram de 20.200 hectares no ano anterior para 23.100 em 2016, o que segundo o especialista da ONU gerou uma mudança na tendência dos cinco anos anteriores, quando a Bolívia erradicou cerca de 10 mil hectares.

A Bolívia é o terceiro maior produtor de coca do mundo, após Colômbia e Peru. 

Com informações da Agência Estado e AFP

Últimas de Brasil