Mercadante diz que nunca houve interferência do Executivo no BC

Declaração vem após o presidente do Senado, Renan Calheiros , ter sugerido ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que a independência formal do BC seja incluída no ajuste fiscal

Por O Dia

Brasília - O ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, defendeu nesta quarta-feira o modelo de autonomia operacional, mas não formal, do Banco Central.

"Nunca houve interferência na autonomia operacional do BC", disse Mercadante a jornalistas.

A declaração vem um dia após o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), ter sugerido ao ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que a independência formal do BC seja incluída no ajuste fiscal em meio às negociações sobre o projeto que altera o indexador da dívida dos Estados e municípios. 

De acordo com Mercadante, o problema fundamental do governo federal no momento é o equilíbrio fiscal.

"Temos problemas nas contas públicas, não no sistema financeiro", disse Mercadante, em coletiva, após reunião com o presidente da Anfavea, entidade que representa as montadoras de veículos.

Últimas de _legado_Notícia