Autor de denúncias diz continuar “cruzada” contra Macedo

O ex-pastor da Universal Carlos Magno de Miranda, autor de denúncias na imprensa contra a igreja de Edir Macedo, reapareceu. Diz ter dado um depoimento à Justiça americana em investigação de supostos envios de recursos pela igreja ao Exterior. A Universal afirma desconhecer o fato

Por O Dia

Em 1995%2C Magno apresentou à revista “Isto é” vídeos em que Edir Macedo contava cédulas de dinheiro no interior de um templo em Nova YorkDivulgação

Depois de anos longe do noticiário, o pastor Carlos Magno de Miranda - dissidente da Igreja Universal do Reino de Deus -, reapareceu. Diz manter sua cruzada contra “falsos pastores” e tem criticado também o governo do PT. Em 1991, ele fez denúncias na imprensa contra a igreja de Edir Macedo. Afirmou que a Universal teria comprado a TV Record com dinheiro do narcotráfico. A denúncia nunca foi comprovada. Em 1995, Magno apresentou à revista “Istoé” vídeos - depois exibidos pela Rede Globo - em que Edir Macedo contava cédulas de dinheiro no interior de um templo em Nova York e ensinava a pastores como arrancar recursos dos fiéis. Hoje, Magno é pastor-presidente da Igreja Cristo é Vida, que tem templos em Fortaleza, Natal e Recife. Tem feito ainda pregações em blogs e redes sociais.

Magno critica Macedo e também religiosos como Valdemiro Santiago, outro dissidente e hoje líder da Igreja Mundial do Poder de Deus. Ele revelou que, em setembro, deu depoimento, por telefone, a um promotor americano que estaria investigando supostos envios de recursos da Universal para os Estados Unidos. Essa investigação teria sido iniciada em 2010, mas ele afirmou não saber detalhes. Em nota, o departamento de Comunicação da Universal disse desconhecer qualquer declaração do pastor referente à igreja em Nova York. “Cabe ressaltar que o Poder Judiciário brasileiro já rechaçou de modo definitivo todas as falsas acusações e leviandades que esse cidadão, notório desafeto da Universal, há anos tenta desferir contra a instituição”, diz a nota. “A própria imprensa já percebeu que a palavra dele não vale um vintém e baniu-o ao esquecimento”.

“Já foi desmentido”

A Igreja Universal do Reino de Deus diz ainda, na nota - ao se referir ao pastor dissidente Carlos Magno -, esperar que veículos de comunicação respeitados do Brasil não deem "credibilidade a quem já foi tantas vezes desmentido pela própria Justiça". O pastor vive hoje em Fortaleza.

Time ligado a Renan é eliminado

Um dos representantes alagoanos da Copa São Paulo de Futebol Junior, o Murici Futebol Clube é ligado ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB) e a seu filho, o novo governador do Estado, Renan Filho. O time é da cidade onde Renan Filho foi prefeito por dois mandatos, antes de se eleger deputado federal. Além disso, o seu presidente, Geraldo Anízio de Amorim, foi assessor de ambos, tanto no Senado como na Prefeitura. O padrinho ilustre, no entanto, não foi suficiente para garantir um bom desempenho ao Murici na competição. O time foi eliminado depois de perder as duas primeiras partidas. Contra o Palmeiras, a derrota foi por 6 a 1.

Colegas pressionavam por troca

Com a escolha do brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato para o comando da Aeronáutica, a presidenta Dilma Rousseff resolveu um problema com os militares: a permanência no cargo do brigadeiro Juniti Saito mesmo depois de ele ter ido para a reserva. Na visão do governo, por ser um cargo de confiança, não havia problema em manter alguém que não estava mais na ativa. A explicação nunca foi bem aceita entre os colegas de Saito, apesar do respeito por ele.

Militar está aposentado desde 2012

Comandante da Aeronáutica desde 2007, Juniti Saito foi aposentado compulsoriamente em abril de 2012, quando completou 70 anos. O teto de idade para os servidores públicos está previsto na Constituição e só não vale para cargos eletivos e de confiança. A partir de então, havia uma pressão por sua substituição por outro brigadeiro que continuava na ativa. Mas a solução só veio agora, quando também foram trocados os comandantes do Exército e da Marinha.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Com Leonardo Fuhrmann

Últimas de _legado_Notícia