Transparências, recortes, fendas e decotes dominam a 40ª SPFW

Looks prometem deixar o frio com pegada de verão

Por O Dia

Rio - A 40ª edição da São Paulo Fashion Week terminou ontem. De volta à Bienal, o evento comemorou 20 anos de existência com a apresentação de 30 marcas de todo o Brasil.

Em um ano difícil para a moda brasileira, em que o país vive uma grave crise econômica, a palavra-chave é enxugar. Não é momento de grandes arroubos. “O visual minimalista do próximo inverno tem a ver com isso”, analisa a consultora de moda Vanessa Barone.

Transparências%2C recortes%2C fendas e decotes dominam a 40ª São Paulo Fashion WeekDivulgação

Na passarela, uma tendência bate forte. As mulheres vêm sexies, guerreiras, fetichistas, poderosas. “Tem uma transparência pontual, que é a da perna. Roupas de chifon que deixam a calcinha aparente, como fez o Vitorino Campos”, diz a consultora de imagem e stylist Manu Carvalho, lembrando que a atriz Natalie Portman foi uma das que aderiram à novidade, no último Festival de Cannes, que deve emplacar por aqui.

“São roupas que vão ser usadas com um shortinho por baixo. Fora isso, a gente viu muitos decotes, recortes e fendas. É um inverno com cara de verão”, emenda ela. Para Manu, a moda brasileira deve se render à sensualidade sem culpa. “O que faz a brasileira abrir o bolso é a sensualidade”, afirma ela, que veste, entre outros famosos, a atriz Carolina Dieckmann e a cantora Ivete Sangalo.

Para ficar de olho: a calça cropped continua, assim como a jaqueta bomber, um clássico de inverno. Roupas de dormir, como o roupão, se transformam em vestido. A lingerie é usada para fora e vestidos leves, de renda, que lembram camisolas, são misturados com casacos pesados. O couro vem metalizado e as franjas balançam ao vento. O tênis branco e a bota de cano médio viram objetos de desejo. Na beleza, o momento é das tranças. E o visual ‘nada’, de cara limpa, também vem forte. O inverno 2016 vai ser quente.

Últimas de Diversão