Feira de cultura negra acontece na Lapa

Evento, que acontece hoje na Lapa, reúne também marcas afro, gastronomia, oficina de stiletto e roda de conversa

Por O Dia

Rio - É hoje. O território democrático da Lapa abriga mais uma edição do Odarah Produção Cultural Afirmativa na Febarj (Avenida Mem de Sá 37), das 12h às 20h. O evento que celebra a cultura negra cresceu, ganhou edições fora do Rio e conta com atrações como feira de afroempreendedorismo, feijoada, oficina de stiletto e debate intitulado ‘Geração Tombamento e o Empoderamento Negro na Moda através das Redes Sociais’.

Galeria: Feira de Cultura Negra na Lapa

Feira de Cultura Negra acontece na LapaFoto%3A Thales de Lima

Para quem deseja subir no salto, vale treinar o equilíbrio na oficina de stiletto. “A técnica explora o conhecimento do corpo e isso reflete positivamente em cada um”, diz o professor Wallace Ferreira, que garante que os homens estão aderindo à dança. “O preconceito ainda existe, mas o número de homens dispostos a acabar com isso só aumenta”.

Aí, depois de uma comprinha e outra, de marcas como O Gue, Magnólia’s e Afrotik, vem o bate-papo, em que participam a youtuber Negra Rosa, a it-girl e blogueira Rafa Franco, o estilista e produtor Jota C Angelo, da marca Snipper, e Rafael Joaquim, da grife Trappo. A it-girl Rafa Gomes e a youtuber Negra Rosa estão animadas.

“Quero passar para as pessoas que nossa beleza é linda. Que podemos ter confiança naquilo que estamos vestindo, ter orgulho da nossa cor, da nossa cultura”, diz Rafa. Negra Rosa emenda: “Também é importante chamar a atenção para as armadilhas que podemos cair achando que a estética é o único problema do povo preto”.

Feira de Cultura Negra acontece na LapaFoto%3A Thales de Lima

Jota C Ângelo vai falar sobre a representatividade de sua marca, a Snipper, em um mercado, que segundo ele, abre pouco espaço para os negros. “A moda brasileira é muito elitizada e carregamos uma visão colonizada, acreditando que o padrão de beleza europeu é o mais bonito”, critica. Criador da Trappo, Rafael Joaquim diz que o ‘afrontamento’ clama por uma moda própria: “Não queremos mais alfabetizar as marcas brasileiras na questão racial”. Fabíola Oliveira, uma das produtoras do Odarah, resume o espírito da nova geração. “Os jovens se orgulham da ancestralidade negra”.

Serviço

12h — Feijoada da Preta Beleza
(R$ 25) e Feira Afro (de graça). Participam marcas como Negrif Rio, Vb Atelier, Colares D’Odarah, Era uma vez o Mundo, Ina Livros, Magnólia’s e Afrotik, entre outras.

14h — Oficina de Stiletto com os bailarinos e coreógrafos Kiko Souza, Thiago Basseto e Wallace Ferreira. Por R$ 25.

16h — Roda de conversa: ‘Geração Tombamento e o Empoderamento Negro na Moda através das Redes Sociais’. Participam a youtuber Negra Rosa, a it-girl e blogueira Rafa Franco, o estilista e produtor Jota C Angelo, da marca Snipper, e Rafael Joaquim, da Trappo. 

Últimas de Diversão