‘Vamp — O Musical’ estreia no Teatro Riachuelo Rio

Aguardado espetáculo traz de volta dois personagens inesquecíveis do público: a cantora de rock Natasha, vivida por Claudia Ohana, e o Conde Vlad, personagem de Ney Latorraca

Por O Dia

Rio - Exatamente 25 anos separam ‘Vamp’, a novela exibida na Globo , de ‘Vamp — O Musical’, que estreia hoje no Teatro Riachuelo Rio, na Cinelândia. O aguardado espetáculo, uma produção da Aventura Entretenimento, traz de volta dois personagens inesquecíveis do público: a cantora de rock Natasha, vivida por Claudia Ohana, e o Conde Vlad, personagem de Ney Latorraca. Os dois revivem, em duas horas de espetáculo, a dupla de vampiros irreverentes e sedutores.

“Não é uma história de vampiros. É uma história de amor, e com muita comédia, para a família inteira se divertir no teatro. Um espetáculo para todas as idades: para quem foi criança naquela época e para as crianças de hoje”, garante Jorge Fernando, responsável pela concepção e direção geral do musical, que conta também com a direção de Diego Morais. O diretor exalta o clima de festa do projeto. “É uma celebração pelos 25 anos da novela que marcou a história da teledramaturgia brasileira. Tentamos aproximar o que está no palco ao máximo do que o público tem de memória afetiva”, conta Diego.

Como na novela, de Antonio Calmon (que também assina o texto da peça), exibida em 1991, no horário das 19h, a trama contará a história de uma pacata cidade que vira de cabeça para baixo com a chegada de uma turma de vampiros. Entre eles, a cantora Natasha, que ‘vende a alma’, em troca de sucesso. “Há algumas mudanças da novela para o musical, mas pequenas. A base é a mesma, a ‘venda da alma’ é a história de Fausto”, diz Claudia, mencionando o protagonista de uma popular lenda alemã, que também fez um pacto e se firmou como mito moderno, representando o desejo humano pelo poder e sucesso. Se Claudia ‘venderia’ ou já ‘vendeu’ a dela? “Não, mas tenho fascinação por essa história. Na verdade, acabamos vendendo nossos princípios, de alguma forma, todos os dias. Aturamos coisas que não gostamos. Claro que isso não tem a ver com compactuar. Então, digamos que não vendo, só alugo”, diverte-se a atriz de 54 anos, em excelente forma física. “Pinto e bordo em cena. Mas me cuido, sempre me cuidei. Minha Natasha tem que ser poderosa, mas tem muito humor”.

Ela comenta sobre as referências atuais para viver a roqueira: “Na época, as inspirações eram Madonna, Michael Jackson, maravilhosos. Hoje, temos Rihanna, Lady Gaga. Não é uma peça de época”, conclui.

Ney Latorraca também está animado com a produçã, que conta com 36 atores, 350 figurinos, além de 13 cenários e efeitos especiais. “É um espetáculo grande. Fazia tempo que não participava de algo dessa proporção. É um musical cem por cento brasileiro”, diz.

Aos 72 anos, sendo 53 de carreira, o ator confessa ainda ficar apreensivo com estreias. “Acredite, com a idade você vai ficando mais preocupado. Me sinto como se estivesse fazendo um exame da escola de teatro. Queremos agradar as pessoas. Levar prazer e alegria. E um espetáculo como esse é para divertir. Vai ser uma farra, o público pode esperar muitas gargalhadas”, garante. “Tinha 47 anos na época da novela. Mas hoje o meu Vlad volta mais jovem e livre, porque estou cercado de um elenco jovem. Eles acham que estão aprendendo comigo, mas eu é que estou aprendendo. Eles têm muito vigor”, conta Latorraca, que canta e dança em cena.

O ator, que adora conversar com o público, está ansioso pela troca com a plateia. E admite que, na vida real, desejaria que algumas pessoas também fossem imortais. “Meus pais, por exemplo. E queria Marília Pêra, minha madrinha, na plateia. Mas ela está no meu corpo e coração. Vai estar lá”. 

ESTREIAS 

VAMP — O MUSICAL

Teatro Riachuelo Rio (Rua do Passeio 38/40, Cinelândia. Qui e sex, de R$ 50 a R$ 130. Sáb, às 16h30, e dom: de R$ 50 a R$ 150. Sáb, às 20h30: de R$50 a R$ 180. 2h. Qui e sex, às 20h30. Sáb, às 16h30 e 20h30. Dom, às 18h. Livre. Estreia hoje.

EU (QUASE) MORRI AFOGADA VÁRIAS VEZES

Texto: Isadora Cecatto e Naara Barros. Direção: Brunna Napoleão. Com Ayene Vieira, Elisa Caldeira, Isadora Cecatto e elenco. Sede das Cias. R. Manuel Carneiro 10, Escadaria Selarón, Lapa. R$ 40. 1h45. Sex a seg, às 20h. 16 anos. Estreia hoje. Ingresso-amigo R$20 (para quem levar 1kg de alimento não perecível a ser doado para instituição de apoio à mulheres). 

LEO E BIA

Texto e Trilha Sonora: Oswaldo Montenegro. Direção e Adaptação: Leonardo Talarico. Com Isabella Santoni, Diogo Monteiro, Gui Hamaceke e elenco. Teatro Fashion Mall - Estr. da Gávea 899, São Conrado. Sex, R$ 60. Sab e dom, R$ 80. 90 min. 12 anos. Sex e sáb, às 21h. Dom, às 20h. Estreia domingo.

Últimas de Diversão