Estreante no Grupo Especial, mestre Capoeira promete manter estilo e inovar

Bateria do Império da Tijuca não vai fugir às características que apresentou nos últimos anos e levará paradinha de folia de reis para a Sapucaí; Mestres Odilon e Paulinho contam expectativa

Por O Dia

Rio - O Carnaval sempre prepara grandes surpresas para o público, no entanto, o desfile deste ano contará com uma estreia logo num de seus quesitos mais especiais. Além dos nomes que já estão figurando na Marquês, um mestre vai fazer seu primeiro desfile pelo Grupo Especial. Capoeira comanda a bateria do Império da Tijuca há oito anos e garante que não promoverá mudanças em seu estilo de trabalho em razão da chegada à elite do espetáculo.

Capoeira promete manter estilo no Grupo EspecialCarlos Eduardo Lucio / Divulgação

"Vamos continuar com o nosso estilo. O presidente me deu total autonomia para fazer o que sempre fiz aqui. Ele quer a bateria do Império com a cara dela, nada disso de mudanças. Será o mesmo ritmo, a mesma pegada. Tudo igualzinho", comentou Capoeira, que não fez mistério sobre a novidade que prepara rumo ao desfile.

"Estamos ensaiando desde maio e cada vez mais coesos do que temos que fazer. Temos uma grande surpresa, que será uma bossa adaptada da 'folia de reis' para o samba. Além disso, vamos manter nossos atabaques. Neste ano serão 20, com três paradinhas feitas em cima deles", contou.

A pouco mais de um mês para o desfile, Capoeira admite que a sensação pelo primeiro ano no Grupo Especial é de grande ansiedade.

"Agora o que ganha mais espaço é a ansiedade. Estamos ficando cada vez mais perto do dia do desfile e não tem como negar que a expectativa é muito grande", disse.

Odilon e Paulinho mostram expectativa

Se Capoeira já não esconde a ansiedade para seu primeiro desfile no Grupo Especial, com os companheiros não é diferente. A estreia do comandante do Império da Tijuca também é aguardada por alguns mestres que não estarão em atividade em 2014. Segundo Odilon, o trabalho de Capoeira é baseado na sua característica e na manutenção de um trabalho próprio.

"O Capoeira gosta de um andamento mais acelerado, isso é uma característica dele. Temos que respeitar. Acredito que ele vá fazer um bom desfile, vai continuar mostrando sua cara sem mudar muita coisa", disse Odilon, que teve opinião reforçada por mestre Paulinho.

"Ele tem mesmo que manter o seu estilo. Se chegou até o Grupo Especial desta forma não tem que mudar nem inventar nada. É um cara que eu gosto muito e que admiro pela maneira que trabalha. Não só pela forma que conduz a bateria, mas também como trata seus ritmistas", disse Paulinho, que deve apresentar a bateria de Capoeira na Sapucaí.

"Devo estar apresentando a bateria com ele. Recebi o convite e fiquei muito feliz. É uma pessoa educada e de ótimo caráter", completou.

Mestre Capoeira posa com a rainha Laynara Teles%3B Dupla vai estrear no Grupo EspecialCarlos Eduardo Lucio / Divulgação


Últimas de Carnaval