Empregados da construção civil terão reajuste de 10% no Rio

O desconto no contracheque não pode passar de 1% do valor do salário

Por O Dia

Rio - Os trabalhadores da construção civil no Município do Rio vão receber aumento de 10% sobre o piso salarial este mês. O reajuste é retrotivo a março, data-base da categoria, e a diferença será paga, no máximo, em cinco parcelas a partir do contracheque referente a junho. Com a correção, o piso de meio-oficial e auxiliar de manutenção será de R$1.719,30.

Pelas negociações firmadas, quem ganha salários entre os pisos até R$ 5 mil terá reajuste de 8%. Já as remunerações acima deste patamar terão acréscimo de, no mínimo, R$ 400 fixos. Também ficou acertado que o cartão alimentação será de R$ 240 a partir deste mês.

Os trabalhadores vão receber ainda R$ 25 de valor mínimo do vale-refeição por dia. O desconto no contracheque não pode passar de 1% do valor do salário. Também será de 1% o desconto máximo do vale-transporte no contracheque.

Com a correção de 10%, mestre de obra passa a receber R$ 4.292,20; encarregado de obra, R$ 3.124; encarregado de turma ganhará R$ 2.598. A convenção coletiva passa a valer a partir da assinatura entre o sindicato dos trabalhadores e o patronal. A vigência do documento não precisa aguardar homologação.

Últimas de Economia