Termina nesta quarta o prazo para saque de R$ 880 do PIS/Pasep

Mais de 1,3 milhão perderá direito a abono

Por O Dia

Rio - Mais de R$ 1 bilhão corre risco de voltar aos cofres do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) caso trabalhadores e servidores que ainda faltam sacar os recursos não retirem o abono do PIS/Pasep até quarta-feira. De acordo com o Ministério do Trabalho, mais de 1,3 milhão de beneficiários do programa não retiraram os R$ 880 do abono nas agências da Caixa Econômica Federal ou do Banco do Brasil. Pelo último levantamento mais detalhado do ministério, somente no Estado Rio pelo menos 180 mil pessoas podem fazer o saque até o prazo que termina neste dia 30. 

Mesmo com o governo enviando cartas para as casas dos trabalhadores, muitos não foram buscar o abono equivalente a um salário mínimo ou estão deixando para a reta final do prazo. Conforme a pasta, no começo de junho foram feitas comunicações para lembrar o direito ao saque a aproximadamente 1,2 milhão de beneficiários que estão com os seus endereços válidos na base de dados do ministério.

Ao todo, até o último dia 24 de junho, haviam sido pagos R$ 18,4 bilhões a mais de 22,2 milhões de trabalhadores em todo o país com direito ao abono salarial, ou seja, 94,14% do total de 23,6 milhões que devem fazer a retirada do dinheiro no calendário 2015/2016.

O PIS é destinado a funcionários de empresas privadas que são contratados com carteira assinada e regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O Pasep é devido aos servidores. Recebem o abono de R$ 880 os cadastrados no programa PIS/Pasep há pelo menos cinco anos. A remuneração mensal média é de até dois salários mínimos durante o ano relativo ao benefício.

Garantias para receber

Para garantir o direito, é preciso que ter exercido atividade remunerada por pelo menos 30 dias em 2014. O trabalhador precisa que seus dados sejam passados sem erro à Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Dúvidas podem ser tiradas pela Central de Atendimento Alô Trabalho (158); pelo 0800-7260207, da Caixa; e 0800-7290001, do BB. Antes de sacar o PIS, o trabalhador deve verificar se o benefício não foi depositado em conta. Caso contrário, pode usar o Cartão do Cidadão e senha cadastrada nos terminais de autoatendimento da Caixa ou em uma casa lotérica. Se não tiver o cartão, o beneficiado pode receber o abono em agência da Caixa ao apresentar documento de identificação.

Últimas de Economia