Cursos profissionalizantes viram alternativa para quem quer se manter no mercado

A Escola Técnica Evolução, em Duque de Caxias, registrou aumento de 30% na procura por especialização neste ano, em comparação ao mesmo período de 2015

Por O Dia

Rio - Em meio à crise no país, os cursos profissionalizantes viraram alternativa para quem quer se manter ou buscar uma melhor condição no mercado de trabalho. A Escola Técnica Evolução, em Duque de Caxias, registrou aumento de 30% na procura por especialização neste ano, em comparação ao mesmo período de 2015.

É a consolidação de uma iniciativa que surgiu há dez anos, quando os empreendedores Cristiane Magalhães e Rodson Veríssimo colocam em prática uma ideia de oferecer cursos profissionalizantes com valor acessível a alunos de escolas públicas e particulares na Baixada.

Tamandaré abre turmas para interessados na carreira militarDivulgação

Em 2010, o então projeto social virou escola técnica. “Aí, começamos a oferecer cursos técnicos a um valor acessível e com alta qualidade”, explica Leandro Corrêa, que coordena o curso que oferece qualificações em Administração. Edificação, Enfermagem, Estética, Logística, Radiologia e Segurança do Trabalho.

Mas há espaço para qualificação profissional em outras áreas menos práticas. É o caso do Atelier da Imagem, que oferece curso de Fotografia. “Ensinamos o aluno a ter um olhar diferenciado, não só a disparar o clique”, conta Marian Starosta, coordenadora artística.

Poucas pessoas pensam no assunto por falta de informações relevantes, mas a carreira militar significa a conquista da tão sonhada estabilidade que o mercado de trabalho da iniciativa privada não proporciona aos jovens brasileiros.

Mas a preparação pode começar muito antes da chegada ao mercado de trabalho. O Colégio-Curso Tamandaré, em Nova Iguaçu, abre turmas de Ensino Fundamental e Ensino Médio para interessados em ingressar na carreira militar.

No Ensino Fundamental, a escola prepara os alunos para o Colégio Naval da Marinha, em Angra dos Reis, e para a Aeronáutica, em Barbacena, interior de Minas Gerais. No Ensino Médio, os alunos podem estudar para se tornarem oficiais da Aeronáutica ou na Marinha.

Pela estagiária Laila Ferreira

Últimas de Economia