Nelson Vasconcelos: Busca de soluções para sair da crise

Se precisamos incentivar o setor de tecnologia no Rio, a saída dos órgãos do estado é fazer parceria com a iniciativa privada

Por O Dia

Rio - A gente já percebeu que não dá mais pra esperar dinheiro público caindo do céu para financiar empresas honestas, certo? Portanto, se precisamos incentivar o setor de tecnologia no Rio, a saída dos órgãos do estado é fazer parceria com a iniciativa privada.

Desafio Startup Rio acontece no dia 19, no Museu do AmanhãDivulgação

É justamente por isso que vale muito dar uma espiada na programação do Desafio Startup Rio, que vai rolar no próximo dia 19, no Museu do Amanhã. O jogo é simples. Secretários estaduais mostram para as empresas de tecnologia quais os problemas nas áreas de saúde, segurança pública, educação, transporte e fazenda.

Imagino que não sejam poucos problemas. Aí as interessadas têm seis meses para criar e apresentar suas soluções. É um bom negócio. Para as empresas iniciantes de tecnologia, é uma excelente oportunidade . As Inscrições devem ser feitas no www.sympla.com.br/conferencia-startuprio-2016__106315.

O blablablá do Facebook

O impeachment da presidente Dilma foi o assunto mais discutido pelos brasileiros este ano no Facebook. Pela ordem do ranking da rede social, divulgado ontem, em seguida ao famigerado golpe de 2016 estão os Jogos Olímpicos, o Pokémon Go, o Carnaval e a tragédia com o avião da Chapecoense.

O vídeo mais assistido pelos facebookianos no país foi o da Luana Piovani, no papel de Luana Piovani, espinafrando a ditadura do corpo perfeito para as mulheres. Ótimo recado, aliás, acessado 12,5 milhões de vezes. Nada menos que 111 milhões de brasileiros usam o Facebook regularmente. É muita gente, né não?

Vida virtual espanta solidão?

Todo mundo sabe que se perde muito tempo nas redes sociais, mas poucos admitem. Segundo uma pesquisa da consultoria Kaspersky Lab, somente 37% dos brasileiros concordam com essa obviedade. Curiosamente, 73% dos consultados responderam que já pensaram em apagar seus perfis do Facebook.

Se ninguém faz isso, é por medo de perder o contato com amigos, parentes e quem mais estiver na rede. Ou seja, há um sentimento indefinido no ar, uma espécie de medo de ficar sozinho no mundo. Será que apagar a conta nas redes sociais seria mesmo um retrocesso?

Últimas de Economia