Juiz manda suspender anúncios da reforma

Magistrado deu 15 dias para a União esclarecer e detalhar a forma como calculou e apurou o déficit que divulgou de mais de R$ 140 milhões

Por O Dia

Rio - Mais uma decisão judicial mandou a União suspender a propaganda sobre a Reforma da Previdência. Depois da Justiça Federal no Rio Grande do Sul, agora foi a vez da 21ª Vara Federal do Distrito Federal determinar, em caráter liminar, que as publicidades parem imediatamente de serem veiculadas.

A decisão do juiz federal substituto Rolando Valcir Spanholo acolheu pedido de ação civil pública da Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e do Ministério Público da União (Fenajufe).

Na sentença, o juiz deu 15 dias para a União esclarecer e detalhar a forma como calculou e apurou o déficit que divulgou de mais de R$ 140 milhões na Previdência. 

Últimas de Economia