Seletiva de Taekwondo de Anderson Silva é vista como jogada de marketing

Spider briga por vaga na categoria acima de 80kg

Por O Dia

Rio - Anderson Silva praticou taekwondo dos 7 aos 17 anos e sua volta ao esporte, depois de mais de duas décadas, alimenta polêmica. Em entrevista concedida na Barra da Tijuca, o lutador de MMA confirmou que vai disputar a seletiva, em janeiro, por uma das quatro vagas do país nos Jogos de 2016. A Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD) informou que o ídolo não terá regalias, mas Anderson sofre resistência de atletas da modalidade e, acusado de fazer uma grande jogada de marketing,pisa em terreno hostil.

Aventura de Anderson Silva é vista como jogada de marketingReprodução Vídeo / TMZ

“Sabemos que marketing é caro, ainda mais no Brasil, e o Anderson, com esse desejo, foi como acertar na loteria. Diria que ganhamos na Mega-Sena. Está sendo bom para a gente do taekwondo, confederação e Anderson. Precisávamos disso”, disse o presidente da CBTKD, Carlos Fernandes.

Anderson briga por vaga na categoria acima de 80kg e terá a concorrência de Guilherme Félix. Sua chegada à Seleção causou mal-estar e só foi decidida ontem, após reunião. Ele se diz disposto a contribuir, mesmo que o sonho olímpico o faça “passar vergonha”.

“Claro que meus companheiros têm razão no que falaram. Parei de treinar taekwondo quando eu tinha 17 anos. Mas é um desafio que estou disposto a enfrentar. Não estou preocupado em passar vergonha, até pelo que fiz pelo esporte”, afirmou. E completou com discurso político: “Não vim para tomar a vaga de ninguém.”

Últimas de Esporte