Problemas fiscais podem tirar Neymar da Espanha, avisa o pai do craque

Assuntos tributários podem decretar adeus ao Barcelona

Por O Dia

Espanha - Neymar está cada vez mais à vontade no Barcelona, alcançando protagonismo e brilhando com gols. Porém, o futuro ainda é incerto. E o problema está fora das quatro linhas. O pai do craque revelou que "assuntos tributários" podem decretar a saída do atacante do clube.

Pai de Neymar alega 'falta de tranquilidade tributária'Reprodução Internet

"Devemos fazer as coisas direito e saber se na Espanha nos deixam trabalhar ou saímos. Não quero falar de perseguição, mas se não temos uma situação confortável para trabalhar não podemos ficar na Espanha e temos de sair. Se estamos criando problemas para a Espanha, não podemos ficar. Nunca tivemos problemas fiscais tão grandes", destacou o pai de Neymar à Rádio Cadena Ser.

Neymar enfrenta problemas na Justiça. O Tribunal Regional Federal determinou bloqueio de mais de R$ 180 milhões do craque. Ele é acusado pela Procuradoria da Fazenda Nacional de sonegar impostos. Além disso, a transferência para o Barcelona ainda dá o que falar, com denúncias e investigações.

Este cenário atrapalha o futuro de Neymar no Barcelona, garante o pai do atleta. O craque tem contrato até 2018. A renovação já está em pauta. Porém, os "assuntos pendentes" travam o meio de campo.

"Estamos falando da renovação, mas há coisas pendentes para resolver que nos deixam um pouco sem tranquilidades. Não pode ser esta falta de tranquilidade tributária que temos de não saber se estamos fazendo as coisas direito. Devemos saber se a Espanha aceita nossa situação. É duro para nós porque estamos recebendo muitos ataques, do Brasil e da Espanha, com assuntos tributários. Neymar é um jogador midiático e trabalhamos sua imagem desde o Brasil. Estamos conversando com todos para saber o que devemos fazer com este assunto porque não queremos estar na Espanha dois, três, quatro, cinco ou dez anos e que depois nos peguem de surpresa dizendo que nossa estrutura não é correta. Temos uma empresa de imagem de Neymar desde 2006 e queremos ter a tranquilidade de que tudo está correto. É injusto que depois nos peguem de surpresa, que nos digam que não está correto. Essa falta de compreensão nos deixa muito inseguros e sem tranquilidade", encerrou o pai de Neymar.

Últimas de Esporte