Bicampeão da F-1, Emerson Fittipaldi enfrenta processos por dívidas

Justiça penhora bens do ex-piloto, como o carro que ele venceu as 500 Milhas de Indianápolis, em 1993

Por O Dia

São Paulo - Bicampeão mundial de Fórmula 1, o ex-piloto Emerson Fittipaldi está enfrentando processos milionários na Justiça. Seriam mais de 60 ações tramitando nos Tribunais do Estado de São Paulo. De acordo com o site UOL e o programa Esporte Fantástico, da ‘Rede Record’, a lista de credores inclui bancos públicos e privados, além de empresários e até o dono de um posto de gasolina. No total, as dívidas chegariam à casa de R$ 27 milhões.

Dívidas de Emerson Fittipaldi chegariam à casa de R%24 27 milhõesArquivo

As instituições financeiras recorreram à Justiça pedindo o ressarcimento de empréstimos concedidos à empresa de Emerson Fittipaldi, a EF Marketing e Comunicação Ltda. Somente em uma das ações do Banco do Brasil, o valor seria de R$ 3,455 milhões. Em função das dívidas, a Justiça de São Paulo determinou a penhora de um imóvel do ex-piloto e fez bloqueios superiores a R$ 2 milhões. Com outras instituições, os débitos somariam mais de R$ 1,5 milhão.

De acordo com a reportagem do UOL, sem ter como arcar com ação de R$ 1,7 milhão movida por um ex-parceiro comercial (quebra de contrato), Emerson Fittipaldi teve penhorado o carro que usou na vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, em 1993, que estava no museu do ex-piloto, em São Paulo. Ainda cabe recurso nos processos.

Em Araraquara, interior de São Paulo, o dono de um posto de gasolina ganhou processo judicial contra Emerson Fittipaldi, que teria conta no estabelecimento para abastecer os veículos de sua fazenda, mas não pagou uma dívida de R$ 60 mil.

Ao site UOL, o advogado Sérgio Poltronieri Júnior, que representa o dono do posto, informou que Emerson Fittipaldi nem recorreu: “Provamos a dívida, que subiu para R$ 75 mil, com juros e outras correções. Agora solicitaremos a penhora dos bens.”

Em nota ao site, a assessoria de comunicação informou que o ex-piloto ainda vai se pronunciar, mas sem mencionar a data.

Últimas de Esporte