Restos mortais de Garrincha desaparecem e família se revolta: 'É indecente'

Corpo do ídolo do Botafogo foi exumado sem conhecimento de familiares

Por O Dia

Rio - O anjo das pernas tortas, Garrincha, morreu há mais de 30 anos, mas não teve sossego, nem após a morte. Nesta semana, veio à tona o fato de que os restos mortais do ex-jogador desapareceram. Segundo a família, o corpo do ídolo do Botafogo teria sido exumado, sem consentimento dos responsáveis.

Restos mortais de Garrincha (ao centro) estão desaparecidosUanderson Fernandes / Agência O Dia

Garrincha foi enterrado no cemitério municipal Raiz da Serra, na cidade de Magé, interior do Rio de Janeiro. Rosângela Santos, filha do craque, confirmou que houve uma exumação e não sabe onde estão os restos mortais de seu pai, em entrevista ao UOL.

"Fomos informados de que o corpo do meu pai havia sido exumado, mas não sabemos quando isso aconteceu. Não temos nenhum documento. Não sabemos o que foi feito com ele. Estou tentando o contato [com os funcionários do cemitério], mas ninguém sabe responder. É algo indecente. Pensar que alguém sumiu [com os restos mortais] e não avisou."

Morto em 1983, Garrincha foi enterrado sem nenhuma pompa, junto com mais quatro outras pessoas. No cemitério, existem duas sepulturas com o nome do ex-atleta. Numa delas, estaria enterrada uma tia de Rosângela. O corpo do craque das pernas tortas teria sido transferido para outro jazigo.

Bicampeão mundial com a Seleção em 1958 e 1962, Garrincha faleceu aos 49 anos, vítima de problemas decorrentes do alcoolismo.

Últimas de Esporte