Jogador do Barcelona é acusado de agredir jornalista dentro de avião

Após acusar Bilal Mese de escrever mentiras sobre ele e outros atletas Turan o agarrou pelo pescoço e o bateu enquanto o insultava

Por O Dia

Ancara - O meia Arda Turan, do Barcelona e da seleção turca, agrediu um jornalista e criticou verbalmente contra o treinador da Turquia, Fatih Terim, e o presidente da Federação Turca de Futebol, Yildirim Demiroren, de acordo com informações publicadas nesta terça-feira pelo jornal 'Hurriet'.

Arda Turan agrediu um jornalista, segundo informações do jornal 'Hurriet'EFE

O incidente aconteceu no avião da seleção turca, quando retornavam de Escópia, onde aconteceu o empate em 0 a 0 entre Turquia e Macedônia, na noite da última segunda-feira.

Após acusar o jornalista Bilal Mese de escrever mentiras sobre ele e outros jogadores, Turan o agarrou pelo pescoço e o bateu enquanto o insultava.

"Diga-me Bilal Mese, você estava lá? Você estava com a gente quando escreveu sobre o assunto do dinheiro? Para quem nós pedimos dinheiro? Por que não fala agora? Eu te pergunto aqui, quem mandou você escrever essas coisas?", gritou o jogador ao jornalista.

O meia se referia a reportagens da imprensa local, onde revelaram que no ano passado, vários jogadores da seleção nacional, entre eles Turan, pediram mais dinheiro e criaram algumas disputas dentro da equipe.

"Estou me lixando para os que deixaram entrar uma pessoa tão desonrosa como você neste avião. Posso deixar o futebol, mas não vou deixar de honrar a minha família. Seu chefe é Demiroren. Trabalha no jornal do presidente da Federação? Estou me lixando para a pessoa que deixou você entrar neste avião", disse o jogador do time catalão, segundo o 'Hurriet'.

Outros jogadores da seleção turca tiveram que intervir na briga para que Arda deixasse de agredir o jornalista. Na sua mensagem no Instagram, Arda Turan afirma que pode aceitar qualquer crítica sobre seu desempenho dentro de campo, mas nunca insultos a sua honra e aos seus familiares.

"Você não pode atacar o caráter, a família e os valores de uma pessoa. Algumas pessoas não podem esquecer este tipo de coisas. Agradeço aos jornalistas que criticam o meu futebol... Isto é uma profissão. É normal. Mas não vou permitir (ataques) aos meus familiares e aos meus valores", comentou.

"Quem tentar atacar minha honra e a minha família, terá uma resposta com todo o poder que as minhas capacidades e Deus me deram", disse.

Últimas de Esporte