Tumulto e confusão no Maracanã antes do primeiro jogo da final da Copa do Brasil

Polícia teve que usar gás de pimenta para conter alguns torcedores que tentavam entrar no estádio sem ingresso

Por O Dia

Rio - Ingressos falsificados e torcedores tentando mudar de setor no estádio do Maracanã, no Rio, fizeram com que uma grande confusão tivesse início antes do primeiro jogo da decisão da Copa do Brasil entre Flamengo e Cruzeiro, nesta quinta-feira. Alguns torcedores foram detidos após entrarem em choque com a Polícia Militar, que usou gás de pimenta.

Cerca de uma hora antes da bola rolar, um grupo de torcedores rubro-negros tentaram mudar de setor no estádio. Uma das grades que separavam os espaços foi arrebentada e os flamenguistas mudaram do setor sul para o leste. Enquanto isso, outros depredavam o Maracanã, enquanto que seguranças particulares tentavam impedir a confusão.

Muitos torcedores do Flamengo pularam as grandes. Uma garota chegou a levar um chute no rosto quando tentava fazer o mesmo e foi atingida por um flamenguista.

No portão 2 do Maracanã, mais confusão. Um grupo de torcedores invadiu o estádio e alguns deles foram detidos pela Polícia Militar. Em outro setor, torcedores reclamam que estavam com ingressos falsificados e, por isso, tentavam entrar sem pagar. Por fim, membros de organizadas do Flamengo brigaram entre si e a polícia precisou interferir.

Em entrevista ao 'SporTV', o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, comentou sobre as confusões. "Até estranho ver pessoas querendo sair de um setor mais caro para um outro mais barato. Mas seja o que for deve ser coibido. Peço para que as pessoas se mantenham nos lugares para os quais elas tenham comprado ingresso. Até para evitar problemas futuros para o clube", disse o dirigente.

Com informações do Estadão Conteúdo

Últimas de Esporte