Peru alega falta de segurança e não quer encarar Argentina na Bombonera

Partida pode ser uma 'final' na luta por uma vaga na Copa de 2018

Por O Dia

Argentina - Em situação delicada nas Eliminatórias, a Argentina tenta usar todos os métodos possíveis para se classificar para a Copa do Mundo. A Associação Argentina de Futebol (AFA) solicitou oficialmente à Conmebol que habilite os estádios de Boca Juniors e Rosario Central para a partida decisiva das eliminatórias da Copa, diante do Peru, em 5 de outubro. Porém, a Federação Peruana de Futebol (FPF) enviou documento à Fifa para externar sua reprovação quanto à possibilidade do duelo contra a seleção da Argentina ocorrer na Bombonera. 

Segundo a FPF, o estádio do Boca Juniors não tem condição de segurança para uma partida de eliminatórias da Copa do Mundo. Os peruanos citam o episódio entre Boca x River, em 2015, quando um torcedor atirou gás de pimenta no túnel que dava acesso aos atletas do River Plate ao campo.

Argentina pode jogar na BomboneraReprodução Internet

O pedido pela habilitação de La Bombonera acontece depois das críticas em relação ao comportamento passivo da torcida e dos jogadores no Monumental de Nuñez durante o empate com a Venezuela na semana que passou.

Neste século, a Argentina usou a Bombonera diante do Brasil na Supercopa das Américas. Em novembro de 2012, os donos da casa venceram por 2 a 1, com dois gols de Scocco, mas perderam o título do torneio amistoso nos pênaltis, pois os brasileiros haviam vencido o confronto de ida. Aquele foi o último jogo de Mano Menezes como técnico da seleção brasileira.

Em quinto lugar nas Eliminatórias, a seleção argentina encara o Peru, em casa, e depois fecha a participação nas eliminatórias jogando em Quito contra o Equador. A partida está marcada para o dia 10 de outubro.  Se terminar na posição atual, a Argentina irá disputar a repescagem para a Copa contra um representante da Oceania


Últimas de Esporte