Voltem, 'Boquitas'! Clube demite cheerleaders e causa comoção. Confira fotos

Ex-participantes do grupo não gostaram da decisão da diretoria do clube

Por O Dia

Argentina - Se dentro de campo o Boca Juniors tem sido arrasador e uma unanimidade entre os seus torcedores já que lidera o Campeonato Argentino com oito vitórias em oito jogos, fora dele, a atual diretoria tomou uma decisão que dividiu opiniões. As tradicionais "Las Boquitas", grupo de cheerleaders, que animava a torcida antes dos jogos do clube argentino foram abolidas. A explicação do clube é para evitar que as mulheres fossem vistas como objetos sexuais. A notícia gerou uma série de reclamações de torcedores de todos os clubes.

FOTOGALERIA: Boca Juniors acaba com grupo de cheerleaders

Boca acabou com equipe de cheerleadersDivulgação

Apesar disso, a decisão não agradou nem um pouco as integrantes do grupo, já que foram abolidas apenas as representante do futebol.  As animadoras de torcida de basquete e futsal, por exemplo, seguem contratadas pelo clube argentino.

A diretora de coreografias do Boca confirmou o fim das atividades do grupo em sua conta no Twitter. "Não vamos ficar em mais nenhum esporte, é lamentável que tenhamos que encerrar nosso ciclo por aqui", disse Rocío Martín.

O clube argentino apoia publicamente a campanha "Ni Una Menos", que visa acabar com a violência contra a mulher na Argentina. As ex-funcionárias do clube desaprovaram a medida nas redes sociais. 

"Estamos muito tristes com essa decisão, embora continuemos a apoiar a equipe em jogos de basquete e futsal até o ano que vem. Mas não é a mesma coisa", disse Belu Navarrete, uma das cheerleaders que vai deixar o Boca Juniors. "Estou desapontada e desiludida", finalizou.

Últimas de Esporte