Em livro, Ronda Rousey revela fase em que fazia uso constante de drogas

Lutadora revelou seu momento de depressão após ter conquistado a medalha de bronze na Olimpíada de Pequim

Por O Dia

Estados Unidos - Antes de se tornar campeã do UFC, Ronda Rousey era lutadora de judô e defendia os Estados Unidos em competições internacionais. Após a medalha de ouro no Pan-Americano de 2007, no Rio, a atleta chegou ao pódio também na Olimpíada de Pequim, em 2008, porém apenas com o bronze. Com a decepção, a lutadora afirmou em seu livro, 'My fight/Your fight', que entrou no mundo das drogas e do álcool, segundo o 'New York Post'.

LEIA MAIS: Notícias, lutas e bastidores: tudo do mundo do MMA

"Rousey começou fumando e bebendo intensamente e, com frequência, começava o dia com cigarro e vodka. Ela desenvolveu um hábito de consumir uma combinação de maconha e Vicodin. Ronda dormia no carro e, quando achava um apartamento, tudo o que ela podia pagar era um estúdio pequeno", diz um trecho.

Apesar do momento de dificuldade, Ronda deu a volta por cima, e passou a se dedicar ao MMA. A lutadora defende o cinturão do peso-galo do UFC desde a criação da categoria, em dezembro de 2012, e está invicta na competição.

Ronda Rousey admitiu momento difícil em seu livroDivulgação


Últimas de _legado_MMA