Fogão: É tudo uma questão de dinheiro

Nova cúpula de futebol aguarda definição da situação financeira para iniciar montagem do elenco para o próximo ano

Por O Dia

Rio - Dentro de campo, o Botafogo não tem mais o que fazer em 2014. Fora das quatro linhas, entretanto, o trabalho do novo departamento de futebol, comandado pelo vice Antonio Carlos Mantuano, está apenas começando, mas segue em compasso de espera até que a situação financeira seja totalmente esclarecida. Para evitar novas dívidas, a formação do elenco para a Série B do ano que vem só será iniciada a partir do momento que for definido o orçamento disponível.

Ao mesmo tempo que se mobiliza para voltar ao Ato Trabalhista, a diretoria de Carlos Eduardo Pereira toma ciência de todas as pendências deixadas por Maurício Assumpção. As negociações por novas receitas, como por exemplo, com fornecedores de material esportivo, também foram abertas.

Com mercado na Europa, Gabriel dificilmente permanecerá no BotafogoAle Cabral

O contrato com a Puma, que rendeu R$ 15 milhões em três anos, se encerra no fim do mês e Kappa e Pênalti aparecem como favoritas para sucederem a empresa alemã.

O vice de futebol, Mantuano, aguarda as definições do setor financeiro para começar o planejamento para a próxima temporada. Dos jogadores que vinham atuando com regularidade, oito terão seus contratos encerrados no dia 31.

Envolto por interrogações, o elenco do próximo ano possui apenas duas certezas: a permanência de Gabriel, considerado a grande joia do clube e a tentativa de manutenção de Jefferson, que será uma espécie de símbolo da retomada do Botafogo. Ambos possuem vínculo até o fim de 2015.

A situação de cada atleta será analisada individualmente, assim como as do técnico Vagner Mancini e do diretor de futebol Wilson Gottardo.