STJD denuncia clube por atos homofóbicos de torcida organizada no Brasileirão

Se for condenada, a equipe pode perder três pontos na competição

Por O Dia

Pará - O STJD denunciou o Paysandu por homofobia. O procurador Leonardo Andreotti acusa a equipe de discriminação de gênero por atos praticados por uma das suas torcidas organizadas, a Terror Bicolor. É a primeira vez que um clube é denunciado por esse motivo no tribunal.

Paysandu foi denunciado no STJDReprodução Internet

Se for condenada, a equipe do Pará terá que pagar multa de até 100 mil reais, além de ser punida com menos três pontos na competição e perda do mando de campo. As informações são da jornalista Gabriela Moreira, da 'ESPN Brasil'.

O Papão é acusado pelos incidentes na partida contra a Luverdense, no dia 30 de junho, pela 11ª rodada da Série B. Na ocasião, membros da torcida Terror Bicolor agrediram torcedores do time por causa da manifestação da organizada Banda Alma Celeste a favor da causa LGBT.