Vasco x Botafogo: no cardápio da bola, vale a cereja do bolo e o título carioca

Jorginho e Ricardo Gomes lutam pela taça que coroaria as belas campanhas de seus times neste início de temporada

Por O Dia

Rio - No fim da tarde deste domingo, o árbitro Leonardo Cavaleiro será o responsável pelo último apito do Campeonato Carioca de 2016. Um dos técnicos vai sorrir, enquanto o outro, embora chateado, não terá motivos para ficar triste. Donos de belíssimas campanhas no Estadual, Ricardo Gomes e Jorginho se enfrentam, às 16h, no Maracanã, com Botafogo e Vasco buscando a cereja do bolo depois de um início de ano de tirar o chapéu.

Jorginho x Ricardo Gomes%3A um duelo especial na final do CariocaPaulo Fernandes / Vasco.com.br / Divulgação e Vitor Silva / SS Press / Botafogo

Ano passado, Jorginho pegou o Vasco com a missão de salvá-lo do rebaixamento. Não conseguiu, mas fez o time subir de produção e lutar até o fim. A base foi mantida nesse ano e o título pode consagrar de vez o treinador.

“(O patamar) muda com o trabalho que é apresentado. Às vezes é injusto. Por causa de um resultado, o treinador não é considerado como de ponta. É importante conquistar títulos e estar em grandes clubes, mas aqui no Vasco estou tendo reconhecimento. Isso é o mais importante”, disse Jorginho, que completa dez anos de carreira como técnico

“Mudou muita coisa. Faço treinos diferentes, mais objetivos para os jogos. Sou muito mais equilibrado nas entrevistas (risos). Sou diferente também na liderança, agora sei lidar melhor com várias situações. A gente cresce como homem”, revelou.

O Botafogo de Ricardo Gomes precisa vencer por um gol de diferença para levar o jogo para os pênaltis. Se vencer por dois, será campeão. Recém-promovido da Serie B, o time foi completamente remontado, mas conseguiu mostrar resultados com uma obediência tática impressionante.

É impossível não falar em Ricardo Gomes e ressaltar sua superação. Ao assumir o Botafogo no ano passado, conviveu com a desconfiança sobre a sua saúde ao voltar a dirigir um time. Ele correspondeu às expectativas e conseguiu o título da Série B. Esse ano, Ricardo teve o time completamente desfeito e começou um novo trabalho do nada e chega até a final do Carioca, com louvor.

“Passei por um acidente e o Botafogo me abriu as portas. Conseguimos essa recuperação em relação à Série A e agora brigamos por um título. Hoje não penso mais no acidente, penso na evolução. Ainda bem que tenho um time que corresponde à expectativa. Você fica quatro anos olhando pela TV, imagina a cabeça. Tudo que fiz, nada se faz sozinho”, explicou Ricardo.

Escalações

Vasco: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique e Riascos; Técnico: Jorginho.

Botafogo: Jefferson; Luis Ricardo, Joel Carli, Emerson Silva e Diogo Barbosa; Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, Leandrinho e Gegê; Salgueiro e Ribamar; Técnico: Ricardo Gomes.